Friday Fun: o esporte que se compete em sistemas de transporte urbano

(Reprodução/EpicChallenges)

(Reprodução/EpicChallenges)

Quando falamos em corridas de trânsito, logo pensamos em carros com motores barulhentos se arriscando clandestinamente pelas ruas vazias da cidade. Ou, ainda, corridas contra o tempo para não perder o ônibus, trem ou metrô. No entanto, existe uma modalidade peculiar de corridas de trânsito ou corridas de transporte de massa: uma em que as pessoas competem para percorrer todas as estações de uma rede de transporte no menor tempo possível. Depois, postam seus números online e outros tentam bater o recorde.

A modalidade é inusitada. E Adham Fisher, de Londres, um dos viciados nesses desafios, pretende percorrer a cidade usando 200 rotas diferentes de ônibus em 24h.

Os sistemas de metrô servem como palco da maior parte das competições. É possível consultar diferentes rotas e desafios ao redor do mundo em um fórum online, dedicado às pessoas de diferentes lugares do mundo que decidem se aventurar no esporte. Ali, divulgam resultados, intenções e motivam uns aos outros para que cumpram as metas estabelecidas. Alguns recordes são reconhecidos pelo Guiness, como o do metrô de Nova York, que teve suas 469 estações percorridas em 21 horas, 28 minutos e 14 segundos. O New York Times acompanhou Matthew Ahn, dono do recorde, durante a corrida. Está registrado no vídeo abaixo:

 

 

O The Guardian chamou Adham Fisher de Usain Bolt das corridas de transporte de massa. Adham, segundo o jornal, se aventurou por mais de 35 redes de transporte coletivo ao redor do mundo e detém o recorde de ter visitado todas as estações, em menor tempo, em Nottingham, Sheffield, Paris, Lille, Amsterdam, Madrid, Barcelona, Chicago e Toronto.

Agora, Adham está se voltando para o sistema de ônibus, que ele pretende não completar o sistema, mas percorrer o maior número de rotas em um dia. “Acredito que as pessoas tentam quebrar recordes porque querem ter seus nomes lembrados. Não acredito que isso vá acontecer comigo, mesmo assim é legal fazer algo que ninguém ainda fez”, ele disse para o The Guardian.

Há também pessoas que experimentam uma espécie mais rápida de corrida contra o metrô, na qual os competidores descem em um ponto e correm pela cidade até a próxima estação na tentativa de pegar o mesmo trem. Em meio ao trepidar dos passos rápidos, os vídeos resultam em algumas belas imagens de cidades do mundo. O pioneiro foi o britânico James Heptonstall correndo contra o metrô de Londres.