Google vai alertar brasileiros sobre desastres e fenômenos meteorológicos

(Imagem: reprodução Googlle Alerts)

(Imagem: reprodução Googlle Alerts)

Em parceria Ministério da Integração Nacional e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o Google está lançando o Avisos Públicos. O sistema alertará a população sobre tempestades, alagamentos, desastres e outros fenômenos meteorológicos pelo serviços do Google como Google Maps, Google Now e nas buscas do Google Search.

Em situações de crise os usuários que estiverem usando algum desses serviços no computador ou no celular terão informações sobre como lidar com determinadas emergências de forma rápida e efetiva. Os alertas serão publicados antes, durante e depois com orientações sobre procedimentos a serem adotados ao longo de ocorrências, números de emergências, links para doações, notícias atualizadas e demais medidas executadas pela Defesa Civil Nacional.

As mensagens de emergência oficiais serão de responsabilidade dos órgãos do governo. O Google ficará responsável por alertar os usuários em casos como chuvas intensas, alagamentos, inundações, tempestades, enxurradas, vendavais entre outros. Os alertas exibidos dependerão da localização, da gravidade da ocorrência e do tipo de consulta realizada na busca; e ficarão disponíveis em várias plataformas do Google.

O sistema de alertas chega em um momento importante, em que poucas áreas urbanas têm planos de adaptação ou resiliência estabelecidos. As cidades estão na linha de frente dos impactos das mudanças do clima, portanto é preciso desenvolver a sua capacidade de responder a grandes eventos. E a tecnologia tem um papel importante nesse esforço.

Os desastres impactam, principalmente, populações mais pobres. Desde 1990, países de baixo e médio rendimento foram atingidos por 53% dos desastres naturais no mundo. No entanto, somam 93% do total de fatalidades relacionadas a esses acidentes ocorridos globalmente. De acordo com o relatório global de 2015 do Escritório das Nações Unidas para a Redução do Risco de Desastres (UNISDR), as futuras perdas anuais em ambientes construídos resultantes de desastres como terremotos, tsunamis, ciclones e enchentes devem aumentar de 300 bilhões de dólares para 415 bilhões de dólares até 2030.

Com o Brasil, o serviço Google de Avisos Públicos já está disponível num total de 12 países (Austrália, Canadá, Colômbia, Índia, Indonésia, Japão, México, Nova Zelândia, Filipinas, Taiwan e Estados Unidos).