Mais da metade dos paulistanos aprovam reduções de velocidade e ciclovias

 (Foto: Mariana Gil/WRI Brasil Cidades Sustentáveis)

(Foto: Mariana Gil/WRI Brasil Cidades Sustentáveis)

Uma pesquisa realizada pelo Ibope e divulgada na última terça-feira (21) revelou a impressão dos paulistanos sobre algumas das medidas recentes da prefeitura de São Paulo na área de mobilidade.

Entre as principais medidas da gestão de Fernando Haddad, a redução de velocidade nas ruas e avenidas e a implantação de ciclovias e ciclofaixas tem a aprovação de 51% da população. A reprovação do limite reduzido de velocidade é de 46%, enquanto a das áreas exclusivas para bicicletas é de 44%.

O levantamento foi encomendado pelo Sindicado das Empresas de Transporte de Carga de São Paulo (Setcesp) e realizado com 602 eleitores entre os dias 16 e 19 de junho. A margem de erro é de quatro pontos percentuais para cima ou para baixo e o nível de confiança do levantamento é de 95%.

Para 47% das pessoas ouvidas, as ciclovias não afetaram o deslocamento pela cidade, enquanto 21% disseram que piorou muito e 10% que piorou um pouco.

A implantação de faixas exclusivas para ônibus teve alta aprovação, com 92%, e apenas 7% de rejeição. Entre os entrevistados, 51% utiliza o ônibus como meio de transporte, 24% os automóveis, 13% o metrô, 4% os trens, 2% motocicletas, 1% bicicleta e 1% táxi.