Cidade do México oferece dois meses de transporte coletivo gratuito em ação especial

(Foto: mariordo59/Flickr-CC)

Em meio a programas que visam a redução do número de carros nas ruas da Cidade do México, as autoridades da capital federal decidiram pagar para os habitantes usarem o transporte coletivo. Desde 5 de abril até 30 de junho, os serviços da RTP (Rede de Transporte de Passageiros), o Trolebús e o metrô serão gratuitos. A iniciativa faz parte do programa “Más x Coche“, mais uma ação da cidade para reduzir os índices de poluição e incentivar deslocamentos mais limpos.

Recentemente, as autoridades mexicanas tiveram de acionar a contingência ambiental, uma deliberação que aconselha a população a evitar atividades ao ar livre devido ao alto nível de concentração de ozônio na cidade, que está acima do dobro recomendado. Um estudo divulgado em 2013 do Mexico Competitiveness Institute afirmou que cerca de 1,7 mil mortes relacionadas à poluição do ar ocorrem por ano na Cidade do México. Também em consequência da poluição,  4,2 mil hospitalizações somadas as 234 mil consultas médicas geram um gasto econômico de 1,3 bilhões de pesos.

O “Más x Coche” também surgiu como uma medida de minimizar o impacto de outro programa do governo, o “Hoy No Circula“, que estabelece um rodízio de veículos na cidade. Também de 5 de abril até 30 de junho todos os carros deixarão de circular por um dia da semana e por um sábado por mês, de acordo com a placa do automóvel.

(Foto: Kasper Christensen/Flickr-CC)

No “Más x Coche” todos os servidores públicos que possuam um carro enquadrado no “Hoy No Circula”, desde que carreguem um adesivo do programa em seu para-brisa e que deem carona para alguém em seu caminho de casa ao trabalho, poderão circular. O programa também fez um acordo com a rede de táxis, que se comprometeu a baixar suas taxas, reduzindo o valor da bandeirada em 50%.

“No caso do transporte ferroviário [Tren Ligero] e do metrô, são feitas 400 mil viagens por dia, 450 mil viagens por dia feitas pela RTP em rotas, e um total de 900 unidades que estarão à disposição dos cidadãos”, destacou o secretário de Mobilidade da Cidade do México, Héctor Serrano, durante o anúncio do programa. Sobre o impacto econômico da medida, o secretário afirmou que a projeção de gastos é viável. “Conseguiremos sustentar o impacto orçamentário, que pode ser entre 90 a 120 milhões de pesos.” Ainda é estudado a implementação do programa “Más x Coche a la escuela”, que pretende estimular os pais das crianças a se organizarem para levar os filhos à escola.

 

  • http://www.hoynocircula.org/ Hoy No Circula

    Hoy no Circula es el nombre de de restricción vehicular y programa ambiental destinado a mejorar la calidad del aire de la Ciudad de México.