Cadastro nacional de bicicletas pretende reduzir incidência de roubos

(Daniel Oines/Flickr)

Quem se locomove de bicicleta conhece a sensação de ansiedade quando não há estacionamento específico ou bicicletário em local seguro. A sensação é totalmente justificada, pois o furto de bicicletas nos centros urbanos se tornou assunto recorrente. Ainda que a Secretaria Nacional de Segurança Pública não possua estatísticas atualizadas sobre furtos ou roubos de bicicletas, basta acompanhar grupos ou perfis de ciclistas em redes sociais, assim como os dados do Cadastro Nacional de Bicicletas Roubadas, para entender a dimensão do assunto.

A intenção primária do cadastro de bikes roubadas é ajudar a minimizar o risco de perder a bicicleta, divulgando a forma de agir dos ladrões, mapeando áreas de risco. Mas o primeiro contato com o mapa interativo da plataforma serve como alerta, frente aos elevados números de roubos e furtos.

Para ajudar os ciclistas, a Revista da Bicicleta reuniu, em um post, algumas dicas que podem ajudar a preservar a sua magrela:

Mas o correto uso do cadeado não deveria ser a única forma preventiva. Pensando nisso, um grupo de empreendedores decidiu criar o Bike Registrada. Com base numa lógica comparativa com os automóveis, que possuem métodos de identificação próprios, como as placas ou o Renavam, o grupo desenvolveu uma plataforma para que as bicicletas tenham seu registro. Criando, assim, um registro de controle e rastreamento para as bikes.

O cadastro das bicicletas é gratuito e pode ser acessado pelo site ou aplicativo de celular. Como a startup tem parceria com 106 lojas de bicicletas no país (a meta é chegar a 160 até o final de 2016), ao comprar a bicicleta em um desses estabelecimentos, o novo dono realiza o registro antes mesmo de sair da loja. Para isso, é utilizado o número que fica gravado abaixo do quadro da bike. O cadastro é gratuito e pode ser acessado pelo site ou aplicativo de celular.

A principal funcionalidade do sistema é que com as bicicletas registradas será possível consulta para saber se ela foi roubada. Com esta ação o risco de adquirir bikes roubadas é bastante reduzido. Em dois anos, 60 mil bicicletas foram registradas na plataforma. A frota estimada de bicicletas no Brasil é de 70 milhões de bikes, número que comprova o potencial da startup.