Bairro sustentável de Friburgo produz quatro vezes mais energia do que consome

Schlierberg: bairro sustentável em Friburgo, na Alemanha, é exemplo de sustentabilidade (Foto: Alain Rouiller/Flickr)

A cidade de Friburgo, na Alemanha, já há algumas décadas é reconhecida como um exemplo de sustentabilidade e uma das mais ecológicas do país. Medidas aplicadas no setor de construções, como a instalação de painéis solares nos tetos de prédios e residências, somadas a uma malha cicloviária de 400 quilômetros ajudaram a desenvolver e fortalecer uma cultura de hábitos sustentáveis entre os moradores.

O conceito de sustentabilidade foi ainda mais longe com o projeto de Schlierberg: uma área de 11 mil metros quadrados planejada para ser um bairro sustentável. As 59 residências que compõem o bairro foram desenvolvidas a partir de técnicas de construção ecológica, de maneira a produzir energia excedente como fonte de renda para os moradores.

O “bairro solar”, como é chamado, foi inaugurado em 2006 e hoje produz quatro vezes mais energia do que consome. Schlierberg registra uma produção anual de 420.000 kWh, valor que reduz o uso do petróleo em 200 mil litros e evita a emissão de 500 toneladas de gás carbônico por ano.

Além da eficiência energética, outro exemplo reside na utilização consciente da água. As coberturas das casas possuem sistemas de captação da água da chuva, que é utilizada na irrigação de jardins e nas descargas de vasos sanitários. As construções também fazem uso de lascas de maneira para o isolamento térmico no inverno, reduzindo o impacto ambiental de outras formas de aquecimento.

O projeto de Schlierberg foi concebido pelo escritório alemão Rolf Disch Solar Architecture, reconhecido pelo trabalho em arquitetura solar. Hoje, doze anos depois do início do projeto, o bairro é um exemplo de sustentabilidade e comprova como o investimento em energia renovável e infraestruturas sustentáveis pode ser lucrativo, além de benéfico ao meio ambiente.

(Foto: kai.bates/Flickr)

(Foto: kai.bates/Flickr)