Olhe o Degrau: repensando a relação com a cidade

Escada: advento antigo que venceu o tempo por sua alta praticidade. As disparidades de altitude obrigaram homens e mulheres do passado a inventar e multiplicar as escadarias no ambiente urbano. Algumas daquelas que você dobra os joelhos rotineiramente para chegar de um lugar a outro já foram solo para milhões de outras pessoas. Elas estão por toda a cidade, interligam bairros, ruas principais, vielas. Entretanto não há trabalhos significativos sobre as escadarias urbanas, acabam por ser vistas apenas como pedaços de concreto com alguns centímetros de largura e outros tantos de comprimento espalhados por aí para cansar as pernas.

O projeto Olhe o Degrau nasceu por isso. Em 2013, decidiram agir. Lançaram site, mapa de São Paulo, ambiente colaborativo, todos os usuários podem apontar e postar fotos em tempo real de escadarias que identificam em suas caminhadas diárias. Os paulistas passaram a indicar cada ponto em que há uma escadaria em São Paulo através da plataforma. O projeto, lançado em parceria pelo site Cidadera e a ONG Cidade Ativa, além de propor atalhos para os caminhos diários, os escadões podem ser cenário de encontros e intervenções artísticas, como a que foi realizada recentemente na escada da rua Alves Guimarães, em Pinheiros, durante uma oficina de graffiti que embelezou e deu uma nova vida ao local.

Olhe a diferença:

Confira aqui outras fotos da Cidade Ativa e Aline Bronkhorst