São Paulo quer melhorar qualidade do ônibus com nova licitação

(Foto: Fabio Arantes/ SECOM)

O sistema de ônibus da maior capital brasileira esta às vésperas de ser submetido a um processo de concessão, onde os operadores que ganharem a disputa pública devem operar os quase 15 mil veículos por 20 anos com a possibilidade de prorrogação. A licitação estava prevista para ocorrer em 2013, mas com as manifestações daquele ano onde o tema “transporte público” esteve em pauta, a administração do prefeito Fernando Haddad decidiu adiar a concorrência.

Uma das reivindicações dos movimentos sociais era referente ao lucro dos empresários, porém uma auditoria independente da empresa Erenst & Young, encomendada pela administração municipal, concluiu que a taxa interna de retorno das empresas de ônibus foi de 18%, compatível com projeções da época do contrato.

A nova licitação prevê um aumento de 24% da oferta de viagens e aumento de 13% de assentos disponíveis nos veículos, com a entrada de um número maior de superarticulados e redução da veículos menores, como os miniônibus.

Estão previstos ainda ar-condicionado nos veículos e partidas controladas eletronicamente por um Centro de Controle Operacional (CCO), garantindo melhor frequência para os usuários. Os veículos também ganharão sinal wi-fi livre e a possibilidade de o usuário recarregar o Bilhete Único na própria catraca do veículo.

O trajeto das linhas será revisto, e deverão ser criadas redes para cada tipo de dia ou horário, como ocorre com a rede de ônibus da madrugada. A renumeração também deverá levar em conta o nível de satisfação do usuários.

O prefeito Haddad diz ainda que quer atrair empresários de fora da cidade, e lembrou das desapropriações das garagens: “Nós baixamos decretos de utilidade pública de todas as garagens da cidade … Quem ganhar vai poder pedir para desapropriar a garagem para ele entrar.” – disse.

A melhoria do serviço de ônibus pode ser peça fundamental em São Paulo, levando em conta a necessidade do município em melhorar a mobilidade, caracterizando em um investimento menor e a curto em relação às linhas do sistema metroferroviário, tão ou mais importantes, porém com um tempo maior de implantação.

###

A licitação do transporte público numa cidade, além de ser lei, é chave para garantir um serviço de qualidade. Conheça alguns exemplos de cidades e seus modelos de concessão que geraram bons níveis de serviço para os usuários.