Suécia promove desafio em mobilidade no Rio de Janeiro

(Foto: Setur Rio de Janeiro/Flickr)

 

Um desafio que estimula a proposta ações de mobilidade para a cidade do Rio de Janeiro. É o Smart Living Challenge, promovido pela Embaixada da Suécia, o Swedish Institute e o Munktell Science Park e o Fundo Verde da Universidade Federal do Rio de Janeiro-UFRJ.

Estudantes e jovens profissionais são convidados a pensar numa solução sustentável em transporte, que será aplicada na Cidade Universitária da UFRJ, e que tenha potencial para ser replicada para a toda a cidade do Rio e também para outras. O objetivo é reunir estudantes de graduação, professores do ensino superior e jovens profissionais das mais diversas áreas do conhecimento, que tenham espírito inovador e ideias criativas, para trabalharem a questão da mobilidade sustentável dentro da UFRJ..

“O nosso grande intuito é apoiar ações que inovem a forma como as pessoas se relacionam com seu entorno por meio de projetos de baixo custo e alto impacto no dia a dia de todos”, afirma Per-Arne Hjelmborn, Embaixador da Suécia no Brasil.

Com o mote “From ideas to making it happen” (De ideias para a realidade, em tradução livre), o projeto vencedor será exposto durante a COP21, a Conferência das Mudanças Climáticas das Nações Unidas que ocorrerá em Paris no próximo mês de novembro.

Alunos provenientes de outras universidades, bem como jovens profissionais, poderão se inscrever até 31 de maio manifestando interesse em participar à comissão organizadora do evento. Um importante pré-requisito é a disponibilidade para realizar encontros semanais presenciais no Rio de Janeiro durante o período do projeto, três meses. Também é necessário a fluência na língua inglesa.

Interessados no desafio devem enviar um e-mail para Leandro.rocha@gov.se, com os seguintes tópicos: breve background acadêmico e profissional, sua motivação para se inscrever no desafio e sugestão de ideia para o projeto de mobilidade para a Cidade Universitária da UFRJ (em aproximadamente 15 linhas) e dados de contato, como telefone e e-mail.

Um júri composto por profissionais como arquitetos, empreendedores, professores e membros da Embaixada da Suécia e do Fundo Verde da UFRJ julgarão as melhores ideias e perfis de aplicantes. Serão seis os escolhidos que, durante três meses, irão desenvolver um projeto em conjunto, sob a tutoria de facilitadores da Hyper Island.

Saiba mais no site oficial.