As inundações urbanas devem ser resolvidas agora

Publicado originalmente em inglês por  e  no TheCityFix.

Bangkok, Thailândia, é uma cidade propensa ao dano causado pelas inundações. Nova ferramenta do WRI permite analisar esses riscos no mundo todo, facilitando o planejamento urbano e tomada de decisão dos líderes urbanos. (Foto: Chrisgel Ryan Cruz/Flickr)

As cidades contribuem com 70% das emissões de gases de efeito de estufa relacionadas ao setor energético e têm um papel essencial na mitigação das mudanças climáticas. Uma vez que a temperatura média no Planeta já está aumentando e os efeitos da mudança climática estão crescentemente palpáveis, as cidades também precisam focar em medidas de adaptação a fim de reforçar sua resiliência e proteger melhor os bilhões de residentes urbanos.

Com as mudanças climáticas, as enchentes nas cidades têm emergido como um gigante desafio para a resiliência urbana. Atualmente, cerca de 21 milhões de pessoas em todo o mundo estão propensas a ser afetadas por inundações a cada ano, quantidade que pode aumentar para 54 milhões em 2030 devido às mudanças climáticas e ao desenvolvimento urbano.

O Aqueduct Global Flood Analyzer, nova ferramenta online desenvolvida pelo World Resources Institute (WRI), quantifica e gera visualizações dos riscos globais de inundações. Ele permite aos usuários estimar o dano ambiental causado pelas inundações em diversos cenários. Também é possível mensurar o PIB em risco e a população vulnerável do local selecionado na ferramenta.

Uma vez que as cidades são os principais propulsores do crescimento econômico e são lar para mais da metade da população mundial, é fundamental que os líderes urbanos estejam informados sobre as ameaças que inundações fluviais representam para a saúde dos seus cidadãos, para a segurança e o bem-estar econômico. O Flood Analyser é uma importante aliada nesse sentido.

Uma ameaça para populações urbanas, infraestrutura e atividade econômica

A calculadora de danos urbanos do Flood Analyzer permite aos usuários estimar os danos diretos em dólares que as inundações fluviais causam em áreas urbanas. É possível alternar o nível de proteção contra inundações de um país selecionado para determinar não apenas quanto dano ocorreria nas áreas urbanas deste país, mas também quando dano poderia ser evitado caso houvesse sistemas de proteção contra inundações.

Esses sistemas envolvem infraestrutura natural e planejada, desde amenizadores naturais como a expansão de planícies de inundações, até ferramentas estratégicas como barragens, diques e planejamento do uso do solo. Além disso, o Flood Analyzer pode estimar os danos urbanos em três diferentes cenários para 2030, dependendo da magnitude das mudanças climáticas e dos padrões de desenvolvimento para o futuro.

Como o Flood Analyzer indica, a India atualmente deixa de ganhar 10,2 bilhões de dólares em função dos danos urbanos com seus níveis de proteção. Investir em sistemas de prevenção pode reduzir custos futuros e tornar as cidades indianas mais resilientes. (Mapa: World Resources Institute)

Um aspecto chave do Flood Analyzer é o impacto das inundações fluviais em países com altas taxas de urbanização. Quinze países – liderados por Índia, Bangladesh e China – respondem por 80% da população total exposta a inundações em todo o mundo. Além disso, muitos deles são particularmente vulneráveis em termos de PIB e danos urbanos, dada sua intensa concentração de pessoas desprotegidas e de edifícios nas cidades.

A Índia, por exemplo, tem atualmente 14,3 bilhões de dólares expostos do PIB, e esse número poderia aumentar dez vezes, para 154 bilhões de dólares em 2030 em um cenário médio. Em um país onde 75% da atividade econômica será gerada em breve nas cidades, é imperativo que os líderes resolvam a questão da vulnerabilidade para o risco das inundações.

Conscientização e ação para as cidades mais resilientes

Mas a Índia não está sozinha. Mudanças climáticas são um fenômeno global, e as inundações fluviais frequentemente transcendem fronteiras nacionais. Embora os riscos sejam crescentes, há uma abundância de oportunidades para os setores público e privado para fortalecer a resiliência urbana e evitar danos catastróficos.

Os dados de fácil acesso do Flood Analyser vão ajudar a aumentar a consciência entre tomadores de decisão e líderes urbanos sobre os riscos futuros e atuais de inundações. Munidos dessas informações, serão capazes de priorizar projetos para a redução de riscos e de adaptação climática e implementar as opções mais eficiente e viáveis para sua realidade. O processo leva tempo e investimentos significativos mas, a partir de agora, os líderes municipais e tomadores de decisão, organizações internacionais de ajuda humanitária, governos locais e setores privados têm uma ferramenta informativa e poderosa para desenvolver sistemas vitais para a proteção contra as cheias e garantir a segurança e a estabilidade das cidades a longo prazo.

Visite e explore o Aqueduct Global Flood Risk Analyzer.