Top 3: os posts mais lidos da semana

3. Engajamento e participação para melhorar nossas cidades

Rede Nossas Cidades: pessoas mobilizadas por cidades mais inclusivas (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

Somos muitos e não vamos esperar por mudanças. Com engajamento e participação, podemos criar cidades melhores para todos.

A partir desse mote, em julho de 2011, os ares cariocas viram o começo da história da Rede Nossas Cidades. Com a proposta de unir moradores engajados em tornar a cidade mais inclusiva e conectada, o projeto conseguiu o apoio de mais 150 mil pessoas que hoje formam a rede Meu Rio. Em julho de 2014, a experiência foi adiante, e nasceu a Minha Sampa, que já conta com mais de 10 mil membros.

Leia mais →

 

2. E se as cidades fossem mapeadas com base na dificuldade de acesso aos lugares?

A área de alcance, via transporte coletivo, em um dia de operação ruim, regular e ótima, respectivamente.

Acesso à cidade. Na visão do planejador de transportes Chris Pangilinan, que recentemente deixou a Agência Municipal de Transportes de San Francisco para integrar a Autoridade de Trânsito de Nova York, esse é o produto oferecido pelas operadoras de transporte coletivo nas cidades. Não deslocamentos ou viagens, mas o acesso: ao trabalho, ao comércio, à sua casa – a qualquer lugar.

Leia mais →

 

1. The Economist lança mapa interativo da urbanização

Ferramenta mostra passado, presente e futuro da expansão urbana em regiões metropolitanas de todo o mundo. Clique para explorar a ferramenta.

A expansão urbana reserva desafios crescentes para as próximas décadas: em 2050, 9,6 bilhões de pessoas vão compartilhar as cidades no mundo todo. O problema é que o atual modelo de crescimento urbano torna as cidades mais dispersas, distantes, desconectadas. Muitas delas já sabem do papel que têm em frear as mudanças climáticas, pois juntas as cidades emitem 70% dos gases de efeito estufa (GEE).

Leia mais →