6 motivos para curtir Belo Horizonte

Belo Horizonte é a comida mineira, o verde e a arquitetura. É a história e o presente que transforma uma cidade num lugar cada vez mais humano. É, principalmente, as pessoas, que dão vida à cidade.

PARABÉNS PELOS SEUS 117 ANOS, BH!

Quando falamos da capital mineira, nos sentimos praticamente em casa. No último ano, visitamos por lá uma série de iniciativas que vêm transformando a cidade num exemplo cada vez maior em transporte sustentável, espaços para as pessoas e resiliência. Por isso, nesse aniversário, separamos seis motivos pra curtir (a pé, de bike ou de transporte coletivo) a cidade:

1. Abrindo espaço para as pessoas

Av. Paraná, BH, antes e depois. Tirar espaço dos carros para as pessoas e o transporte coletivo muda não só a dinâmica de circulação, mas melhora a paisagem e a segurança urbana. (Foto antes: Google Maps/ depois: Luísa Zottis/EMBARQ Brasil)

A Av. Paraná, na área central da cidade, é um dos grandes exemplos sobre como revitalizar o espaço urbano. Antes, a avenida era um espaço para carros. Hoje, quem passa ali são os pedestres, o transporte coletivo e os ciclistas.

2. Transporte coletivo de alta qualidade

BRT MOVE foi criado com base nas melhores práticas internacionais. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

Inaugurado há pouco menos de um ano, o sistema BRT (Bus Rapid Transit) da cidade foi planejado dentro das melhores práticas internacionais com apoio da EMBARQ Brasil (produtora deste blog). Ele foi o transporte ‘oficial’ aos jogos da Copa do Mundo, mas como legado beneficia hoje 480 mil pessoas diariamente por dois corredores exclusivos que garantem agilidade na viagem.

3. É mais fácil pedalar

Pessoas de todas as idades têm espaço para pedalar com segurança na avenida Risoleta Neves, que liga a ciclovia da avenida Saramenha à Estação BHBus São Gabriel, com 2,2 quilômetros de extensão. (Foto: Prefeitura de Belo Horizonte/Flickr)

Belo Horizonte tem mais de 70 km de ciclovias e ciclofaixas. Iniciativas como Pedala BH, BH em Ciclo e Bike Anjo BH são alguns dos incentivos que promovem ainda mais a bicicleta como meio de transporte na capital mineira. O município, é claro, conta também com 400 bicicletas públicas Bike BH, disponíveis em 40 estações.

4. Mais verde, mais agradável

Parques belo-horizontinos beneficiam a população com áreas verdes e de lazer. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

Com mais de 40 parques públicos, Belo Horizonte garante uma área verde de 18m² por habitante. Dispor de ambientes propícios ao lazer e à convivência, à atividade física e intervenções culturais de qualquer natureza é fundamental para a qualidade de vida e saúde da população. Uma cidade bem servida de parques e áreas verdes proporciona também mais felicidade às pessoas, como comprova um estudo.

5. Resiliência reconhecida pela ONU

Iniciativa da Defesa Civil de BH conquistou reconhecimento da ONU. Há 11 anos, não há mortes por deslizamento na capital mineira. (Foto: Prefeitura de BH/Flickr)

Desde 2003, Belo Horizonte não registra nenhuma morte por deslizamento, enquanto que por inundações há uma média de apenas uma morte ao ano. A capital mineira conquistou, em 2013, o Sasakawa Award, da ONU, considerado o maior prêmio para cidades resilientes do mundo. O principal desafio está na própria tipologia da cidade, com muitos altos e baixos, e 700 km de córregos, o que favorece casos de enchentes e deslizamentos. Os sistemas de transporte também devem estar preparados. Uma das principais chaves do sucesso em BH foi a criação do Grupo Executivo de Áreas de Risco (GEAR), que reúne toda segunda-feira os secretários e gestores públicos em um único ambiente para socializar os eventos ocorridos na semana, os recursos e planejar as ações de mitigação.

6. Ruas para pedestres

Ruas pedestrianizadas viram ponto de encontro quando o sol se põe e as pessoas podem aproveitar e se divertir na noite belo-horizontina ao ar livre. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

A cidade é nosso lar. Vivê-la todos os dias é inevitável e praticamente todo mundo faz isso, seja nas ruas, seja do transporte coletivo ou de dentro do carro, a caminho do trabalho e para casa. Por isso é fundamental que ela ofereça um ambiente que favoreça o convívio e que estimule as pessoas a aproveitar o espaço urbano.

7. Bônus: O pôr do sol é lindo

O Mirante das Mangabeiras é palco de um espetáculo sensacional, quando o dia começa a mudar de cor, o sol volta ao abrigo pra dar espaço para a noite. A cidade fica em meio ao show, e os espectadores podem assistir lá do alto, de camarote. É um roteiro imperdível para quem visita a cidade. O TheCityFix Brasil, é claro, foi até lá levar o vencedor da promoção de aniversário do blog, Eduardo Beltrame, que escolheu BH como destino.

(Foto: Eduardo Beltrame)

  • Guilherme Lara C. Tampieri

    Acredito que valha uma atualização do texto. Belo Horizonte tem mais de 70 km de ciclovias e ciclofaixas. Infelizmente, a cidade não possui nenhum km de ciclorrota ainda. O Mountain Bike BH, nome correto, não têm promovido a bicicleta como modo de transporte há algum tempo. Uma iniciativa que poderia ser mencionada nesse pequeno texto é a : BH em Ciclo – Associação dos Ciclistas Urbanos de Belo Horizonte, que já esteve presente em matérias do The City Fix Brasil.

    • EMBARQ

      Olá, Guilherme! Obrigada por sua contribuição e já atualizamos o post! Abraço

  • Pingback: Seven ways Belo Horizonte, Brazil inspires sustainable cities | TheCityFix