Ônibus consegue captar energia do asfalto

(Divulgação/KAIST)

Em busca de ideias inovadoras, é comum a procura por inspiração em elementos criativos, artísticos, complexos ou tecnológicos. Mas, às vezes, elas podem ser quase óbvias e estar bem debaixo do seu nariz. Foi o que aconteceu em Gumi, uma cidade sul-coreana. Em busca de energia eficiente e sustentável para mover seu transporte coletivo, encontrou uma solução inusitada, mas que sempre esteve ali: o asfalto.

A partir das ruas por onde trafegam, os ônibus de Gumi são capazes de captar energia. Isso graças a um sistema desenvolvido pelo Instituto Sul-Coreano de Ciência e Tecnologia, o KAIST. Os cientistas desenvolveram um mecanismo com cabos subterrâneos que criam um campo magnético que abastecem a bateria do veículo.

Uma das grandes vantagens desta tecnologia é o tempo que o OLEV (Online Electric Vehicle), como é chamado o veículo, ganha. Pois uma bateria convencional precisa de até dez horas de carregamento, mas quando o ônibus capta a energia do solo não precisa nem de grandes baterias, nem de tempo ocioso. Os cabos subterrâneos podem permear toda uma via ou mesmo pontos específicos. E o campo magnético é somente acionado quando detecta o veículo, evitando o desperdício de energia.

A inovação nas tecnologias de veículos, se adotadas em escala cada vez maiores, podem impactar não apenas os usuários dos sistemas locais, mas todo o bem estar das cidades, que dependem de energias limpas para garantir a qualidade do ar aos residentes urbanos.

Confira como funciona o OLEV:


(Divulgação/KAIST)

(Divulgação/KAIST)

(Divulgação/KAIST)

 

Este post foi inspirado pelo Hypeness.