Zona 30 em Florianópolis

Zonas 30 nasceram na Europa, e Florianópolis adotou projeto-piloto (Foto: Dylan Passmore/Flickr)

Na última semana, Nova York limitou sua velocidade máxima a 40 km/h, e agora chega mais uma boa notícia, mas diretamente do sul do Brasil: a cidade de Florianópolis vai implantar sua primeira Zona 30.

A Lagoa da Conceição, um dos pontos mais famosos da cidade, será o foco do projeto-piloto, que passa a valer a partir do dia 7 de dezembro. Desta data em diante, os motoristas não poderão andar mais rápido que 30 km/h numa extensão de 1.686 metros de vias. O plano não termina por aí. A ideia é requalificar o espaço urbano, ampliando o passeio público para a circulação segura de pedestres e ciclistas.

Para leigos e carrocentristas, a decisão pode representar um ‘retrocesso’, um ‘absurdo’ ou mesmo um ‘desrespeito’ a quem tem pressa pra chegar. Mas não é nada disso. O trânsito – embora seja uma causa de morte evitável – está em nona posição do ranking das causas de mortes globais, matando 1,3 milhão de pessoas, principalmente pedestres.

Nenhum motorista tem a intenção de ferir ou matar, é claro, mas o que está ao alcance dele para evitar isso? Além da atenção, o limite de velocidade. Mesmo que compulsoriamente. As Zonas 30 nasceram em Buxtehude, na Alemanha, e se expandiram para cidades em diversos países como França, Belgica, Itália, Holanda, Áustria, Reino Unido, Dinamarca. Quanto aos benefícios, estudo realizado pelo British Medical Journal mostrou que houve redução de 41.9% de vítimas de trânsito nesses locais. (Veja o site oficial)

Em Florianópolis, é só o começo de um projeto-piloto, mas que certamente trará resultados – vidas salvas – que justificarão a ampliação da media para toda a cidade. Saiba mais no site oficial de Florianópolis.

(Foto: Divulgação/IPUF)