São Francisco planeja terminal de ônibus sustentável com 22 mil m² de área verde

(Foto: Transbay Transit Center/Reprodução)

Em um mundo de recursos finitos e população crescente, o desenvolvimento sustentável precisa falar mais alto. Uso de energia limpa e renovável, economia de combustíveis e a criação e preservação de áreas verdes são algumas das principais pautas na agenda da sustentabilidade. E esta última, especificamente, tem grande potencial de transformação nos meios urbanos.

Mais do que meros espaços de convivência e descanso, as áreas verdes contribuem de forma significativa para a qualidade de vida da população. Tornam as cidades mais agradáveis, deixam as pessoas mais felizes e ajudam na manutenção da qualidade do ar.

Com essas prerrogativas em vista, o antigo terminal de ônibus de São Francisco, na Califórnia, que está passando por uma reforma, optou por incluir, de forma incisiva, a sustentabilidade no processo de planejamento do futuro terminal.

A Transbay Transit, construída no início do século XX, é a estação mais movimentada da cidade e, com o novo projeto, será convertida em um grande espaço multifuncional e sustentável. As modificações previstas vão além da parte arquitetônica, interferindo também na própria rotina do local, já que a cobertura do terminal será convertida em um novo parque urbano.

(Foto: Transbay Transit Center/Reprodução)

O City Park, como foi chamado, será alimentado por energia eólica, o que vai contribuir para a redução das emissões de CO2. Ocupando cinco quadras, o terminal reformulado será um centro de atividades, atraindo diferentes públicos e alimentando a vida na rua e no bairro. Serão 22 mil metros quadrados de área verde na cobertura, que vai incluir um anfiteatro com capacidade para mil pessoas, um café, um parque infantil e um centro cultural e educacional, além de faixas de circulação específicas para pedestres e ciclistas. A previsão é que o projeto esteja pronto até 2017.

(Foto: Transbay Transit Center/Reprodução)

(Foto: Transbay Transit Center/Reprodução)

 

 

Fontes: CicloVivo, Transbay Transit Center