Bloomberg Philanthropies anuncia continuação de investimentos em segurança viária

A rede EMBARQ e a Bloomberg Philanthropies têm trabalhado juntas desde 2010 para promover a segurança viária e salvar vidas em cidades do Brasil, Índia, México e Turquia

Bloomberg Philanthropies, instituição do prefeito de Nova York por três mandatos e enviado especial das Nações Unidas para Cidades e Mudanças Climáticas, Michael R. Bloomberg, anunciou uma nova fase da iniciativa global para a Segurança Viária, cujo objetivo é reduzir as fatalidades e ferimentos no trânsito globalmente. A Bloomberg Philanthropies tem apoiado o trabalho de Saúde e Segurança Viária da EMBARQ (produtora desde blog), o programa de transporte sustentável do World Resources Institute (WRI), desde 2010.

A declaração a seguir é de Holger Dalkmann, diretor global em exercício para Cidades & Transportes, do WRI, e Diretor da rede EMBARQ .

“Estamos entusiasmados para testemunhar a nova fase do programa de segurança viária da Bloomberg Philanthropies, que pode salvar vidas e tornar as ruas mais segura para milhões de pessoas”, disse Dalkmann. “Nós aplaudimos o crescente foco em cidades de países de rendas baixa e média, onde o número crescente de veículos torna estas cidades essenciais para evitar mortes no trânsito. Nós vamos construir sobre nossa história de resultados de alto impacto, com o apoio da Bloomberg Philanthropies, para continuar implementando o transporte sustentável e soluções de design urbano que vão melhorar a saúde e a qualidade de vida nas cidades de economias emergentes”.

Leia o anúncio da Bloomberg Philanthropies na íntegra, abaixo, ou em www.bloomberg.org.

O design das vias é um elemento fundamental para amenizar o risco de acidentes e salvas vidas, como mostra o exemplo de Nova York. A Bloomberg Philanthropies anunciou investimentos para que cidades de países em desenvolvimento melhorem suas condições de segurança viária. (Foto: NYCDot)

 Programa Global de Segurança Viária convida cidades e países a competir por financiamento e apoio

Novo compromisso de US$125 milhões visa reduzir fatalidades e ferimentos de tráfego em cidades e países de rendas baixa e média

LOS ANGELES – 29 de setembro de 2014 – As mortes no trânsito são uma das principais causas de mortes evitáveis no mundo. A menos que medidas urgentes sejam tomadas, será a sétima principal causa de mortes até 2030. Para combater esta tendência, a Bloomberg Philanthropies anunciou hoje uma nova fase de sua iniciativa global de Segurança Viária, cujo objetivo é reduzir as mortes e lesões causadas por colisões de trânsito. A fundação vai convidar algumas cidades de baixa e média renda com populações de mais de dois milhões de habitantes para se candidatar a bolsas. Países de baixa e média renda também serão convidados a fazer parte do programa.

Com um novo compromisso de US$ 125 milhões em cinco anos, o programa vai atuar tanto em nível nacional, para fortalecer a legislação de segurança viária, quanto em nível municipal, implementando intervenções de segurança viária comprovadas. As propostas submetidas pelas cidades detalham como elas pretendem atuar com a segurança viária através da aplicação de soluções para uma série de desafios, incluindo a melhoria da segurança a pedestres e ciclistas, reforçando as leis contra bebida e direção, assim como incentivando o uso de capacete a motociclistas, cintos de segurança e sistemas de retenção. As propostas também detalham como as cidades pensam em melhorar suas infraestruturas viárias e o design das vias, provendo opções de mobilidade mais seguras para todos os usuários da via e garantindo meios de transporte público mais seguros.

“Cada vida perdida em razão de vias inseguras é uma tragédia – e a maioria dessas tragédias poderia ser evitada com melhores regras, fiscalização e infraestruturas mais inteligentes. Governos municipais podem ser especialmente eficazes em colocar essas medidas em prática, porque eles são capazes de se mover mais rápido e mais eficientemente do que outros níveis de governo”, disse Michael R. Bloomberg. “Este novo fundo será destinado às cidades onde podemos fazer a maior diferença, que mostraram o compromisso mais forte para agir, e que têm as melhores ideias para tornar suas vias mais seguras. E nós vamos ajudar essas cidades a trabalhar juntas para compartilhar estratégias efetivas – para que ainda mais vidas sejam salvas”.

A Bloomberg Philanthropies irá trabalhar com cada beneficiário para desenvolver sua proposta de participação na iniciativa. Com a ajuda dos especialistas líderes mundiais em segurança viária, os locais selecionados irão estabelecer uma rede de líderes municipais visionários que se comprometem a implementar esforços novos e ousados para salvar vidas e proteger seus cidadãos de lesões.

Os locais selecionados serão anunciados em Janeiro de 2015 e cada um dos candidatos de sucesso que se inscreveram para a iniciativa vai receber:

  • Equipe sênior para atuar em tempo integral com os governos da cidade nas suas iniciativas de segurança viária por pelo menos 5 anos
  • Assistência técnica abrangente das organizações mundiais líderes em segurança viária
  • Treinamento para policiais e outros relevantes profissionais do município
  • Apoio para a criação de campanhas midiáticas de massa contundentes

“Leis consolidadas em segurança viária para evitar bebida e direção, excesso de velocidade, uso de capacete para motociclistas, cintos de segurança e sistemas de retenção, quando seguidas e fiscalizadas, têm potencial de reverter a epidemia de mortes e ferimentos no trânsito”, pontua o Dr. Etienne Krug, diretor da Organização Mundial da Saúde para o Departamento de Gestão de Doenças Não Transmissíveis, Deficientes Físicos, Violência e Prevenção de Lesões.

Mais de um milhão de pessoas morrem e entre 20-50 milhões de pessoas são gravemente feridas em acidentes de trânsito em todo o mundo anualmente, fazendo com que os acidentes de trânsito sejam a nona principal causa de morte evitável. Em 2010, a Bloomberg Philanthropies destinou US$ 125 milhões em financiamento para 10 países que representam metade das mortes no trânsito de estradas em todo o mundo (Brasil, Camboja, China, Egito, Índia, Quênia, México, Rússia, Turquia e Vietnã).

Desde que a Bloomberg Philanthropies começou a trabalhar na segurança viária, em 2010, mais de 1,8 bilhões de pessoas foram impactadas por leis de segurança viária mais rigorosas, 65 milhões de pessoas foram alvo de campanhas midiáticas contundentes para a conscientização no assunto, cerca de 30 mil profissionais foram treinados em táticas de segurança viária, e governos locais se comprometeram com US$ 225 milhões para melhorias na infraestrutura viária para tornar as vias mais seguras.

Brasil, Quênia, China, México, Rússia, Turquia e Vietnã: todos passaram de legislações em segurança viária a penas mais severas contra bebida e direção, implementaram a obrigatoriedade do cinto de segurança e do capacete para motociclistas e aplicaram leis de redução de velocidade. Por exemplo, em uma mudança sem precedentes, a China criminalizou o ato de beber e dirigir em 2011, e no Vietnã foram estabelecidas penalidades para os motociclistas usando com capacetes fora do padrão de segurança em 2013.

Tais intervenções tiveram impactos notáveis. Em 2011, somente 34% dos ciclistas em Ha Nam, no Vietnã, usavam capacetes, ao passo que hoje 76% deles usam. Em Thika, no Quênia, 68% das pessoas aceleravam nas estradas. Hoje esse número caiu para 2%. Em Afyon, Turquia, a utilização do cinto de segurança aumentou substancialmente, de apenas 4% em 2010 para 43% em 2014.

Entre os parceiros da iniciativa de Segurança Viária orientando propostas atuais e vencedoras estão:

EMBARQ 
A rede EMBARQ faz parte do World Resources Institute, com sede em Washington, DC. A organização trabalha com o transporte urbano sustentável, o design urbano, pedestrianização, transporte de massa e planejamento de sustentabilidade.

Global New Car Assessment Program
Global New Car Assessment Program (Global NCAP) é uma instituição de caridade com sede em Londres, Inglaterra. Eles trabalham na promoção e realização de pesquisas independentes e programas de testes de colisão em mercados emergentes, onde o crescimento veicular é constante, mas onde a informação de classificação de segurança ainda não está disponível.

Global Road Safety Partnership

A Global Road Safety Partnership (GRSP) é uma parte da Federação Internacional da Cruz Vermelha e tem sede em Genebra, Suíça. Eles têm experiência em treinamentos sobre leis de segurança viária, como bebida e direção, excesso de velocidade e do uso de cinto de segurança e capacetes de proteção.

Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health
A Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health é uma instituição acadêmica com sede em Baltimore, Maryland. A Unidade de Pesquisa de Lesões internacionais da escola funciona em vigilância e avaliação dos fatores de risco de intervenções de segurança viária, bem como a melhoria de serviços de trauma pós-acidente globalmente.

National Association of City Transportation Officials
A National Association of City Transportation Officials (NACTO) é uma associação sem fins lucrativos com sede em Nova York. A NACTO facilita a troca de ideias de transporte e melhores práticas entre as grandes cidades, com uma abordagem de colaboração para questões-chave no planejamento urbano, pedestrianização e projetos de vias.

The Union North America
A União da América do Norte (UNA) é uma organização internacional de saúde pública, especializada em trabalhar com os governos para planejar, implementar e avaliar as iniciativas de saúde pública. A UNA será a principal ligação com o gabinete do prefeito da cidade na coordenação da iniciativa. A UNA também irá fornecer a assistência técnica sobre a mídia de massa às cidades participantes.

The World Bank-led Global Road Safety Facility
O The World Bank-led Global Road Safety Facility (GFRS), um programa de parceria global do Banco Mundial, com sede em Washington, DC, tem como objetivo abordar a crescente crise de mortes no trânsito e ferimentos em países de baixa e média renda. O GFRS ajuda os países a avaliar estradas de alto risco, fornece assistência técnica, financiamento e serviços de consultoria, e faz recomendações de políticas para a integração multi-setorial de segurança em projetos viários.

World Health Organization
A Organização Mundial da Saúde (OMS) é a direção e coordenação da autoridade de saúde dentro do sistema das Nações Unidas. Com sede em Genebra, na Suíça, é responsável por fornecer a liderança em questões de saúde global, moldando a agenda de pesquisa em saúde, estabelecendo normas e padrões, articulando opções políticas baseadas em evidências, prestando apoio técnico aos países e monitorando e avaliando tendências de saúde. Como parte deste programa, a OMS apoia os países a implantar e melhorar o cumprimento de legislações e regulações, treinar jornalistas em segurança viária, e publica um Relatório Mundial sobre Segurança Viária.

Sobre a Bloomberg Philanthropies

A missão da Bloomberg Philanthropies é assegurar uma vida melhor e mais longe ao maior número de pessoas. A organização tem foco em cinco áreas-chave de atuação para promover mudanças duradouras: Saúde Pública, Meio Ambiente, Educação, Inovação Governamental e Artes. A Bloomberg Philanthropies engloba todas as atividades de caridade de Michael R. Bloomberg’s, incluindo sua fundação e suas doações pessoais. Em 2013, a Bloomberg Philanthropies distribuiu US$ 452 milhões. Para mais informações sobre a filantropia, por favor visite bloomberg.org ou siga-nos no Facebook,Instagram Twitter @BloombergDotOrg.

Contato
Bloomberg Philanthropies, Meghan Womack, +212-205-0176,meghan@bloomberg.org