Friday Fun: Assento preferencial para novas amizades

(Foto: Divulgação)

Quem usa transporte coletivo pode fazer o que quiser no deslocamento: ler um livro, mexer no celular, refletir sobre a vida, apreciar a paisagem, estudar, dormir – atividades das mais diversas, embora relativamente solitárias uma vez que as pessoas dificilmente socializam umas com as outras.

Mas quem não gosta de uma boa conversa, umas boas risadas, conhecer gente nova? E se o ônibus fosse um espaço com mais interação? Uma agência gaúcha pensou exatamente nisso ao criar a iniciativa “Alimentando Amizades”.

Todos os ônibus de Pelotas (RS) ganharam assentos dedicados às pessoas. Mas como nem todo mundo tem facilidade pra conversar com desconhecidos, os adesivos que demarcam cada banco têm post-its com sugestões de assunto, porque engatar uma conversa pode começar por um simples “será que chove?”.

Veja o vídeo:

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

Em Praga, na República Tcheca, uma iniciativa similar e polêmica chamou atenção da imprensa local, como já mostramos anteriormente. O “Trem do Amor” destinou alguns vagões, fora dos horários de pico, destinados… bem, você deve imaginar. Para conhecer, quem sabe, a alma gêmea no deslocamento urbano. Obviamente a iniciativa foi polêmica, mas encarada de bom humor pela imprensa local. “É uma ideia boba, mas se ajudar as pessoas a saírem dos carros para os trens, por que não?”, argumentou Ariel Schwartz, do blog Co.Exist. Já outro veículo, o The International Business Times, levou mais seriedade ao assunto, descrevendo o projeto como uma resposta ao declínio da taxas de natalidade e uma elevada população de pessoas solteiras.

Uma coisa é certa: há certas oportunidades que somente o transporte coletivo oferece às pessoas. Esta é apenas uma delas – vamos tornar a cidade mais sustentável, a mobilidade urbana mais eficiente e agradável, e ainda levar novas histórias pra contar em casa no fim do dia.