‘Nos anos 20 teremos uma região metropolitana melhor’, diz secretário Jurandir Fernandes

O tema da mobilidade esta na ordem do dia nas discussões na maior metrópole brasileira. O sistema metroferroviário da região metropolitana de São Paulo chegou a atingir 8 milhões de usuários em um único dia. Nesta semana conversei com o Secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, que falou um pouco do futuro da rede sobre trilhos da cidade. Entre os temas abordados na entrevista para o Via Trolebus, também está o novo Plano Diretor Estratégico de São Paulo.

Nas palavras do titular da pasta com novas conexões, haverá uma melhor distribuição dos passageiros: “O sistema atingiu 8 milhões de usuários em alguns dias. Hoje o regime é entre 7,5 milhões. Certamente em 2015 entraremos e um regime de 8 milhões de usuários. Haverá uma distribuição melhor de passageiros. Por exemplo, quando tiver a linha 2 cruzando a Penha, haverá uma redistribuição dos usuários que vão para a paulista. É muito parecido com vasos comunicantes. Estamos fazendo 9 obras metroferroviarias ao mesmo tempo. Nos anos 20 teremos uma região metropolitana melhor” disse o secretário na entrevista.

Metrô Anhangabaú. (Foto: Daniel Mitsuo)

Jurandir Fernandes disse também que até o final deste anos serão contratados e, somados as construções existentes, 104,5 km de obras. Tudo estará pronto até 2020, segundo previsão do secretário.

No entanto, previsões anteriores davam conta de que 30 quilômetros de redes sobre trilhos seriam entregues em 2014 na maior cidade Brasileira, o que não aconteceu. O governo estadual paulista entregou o primeiro quilômetro somente neste mês, com a entrada em operação comercial da estação Adolfo Pinheiro da linha 5-lilás. Também está previsto a inauguração do trecho Vila Prudente-Oratório do monotrilho da linha 15-prata nas próximas semanas, com extensão de 2,9 km, e a estação Fradique Coutinho em setembro, uma das paradas intermediárias da linha 4-amarela.