Vencedor do Concurso Cidade em 1 Instante conhece Belo Horizonte

Eduardo de Sousa Beltrame, grande vencedor do concurso Cidade em 1 Instante, embarcou nesse final de semana, acompanhado de uma equipe da EMBARQ Brasil, para Belo Horizonte, cidade que escolheu para visitar como prêmio. Primeira vez na capital mineira, além do tradicional pão de queijo e do doce de leite, ele experimentou um pouco dos benefícios do transporte coletivo e dos espaços para pessoas que vêm ganhando cada vez mais força na cidade. Engenheiro civil de profissão e fotógrafo por paixão, Eduardo foi à Belo Horizonte com a curiosidade de quem quer ver um bom desenvolvimento urbano e belas paisagens.

Corredor BRT MOVE no centro de Belo Horizonte promove a reurbanização local. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

A primeira parada da viagem foi no centro da cidade, onde o corredor do BRT MOVE está ajudando a promover uma reurbanização: calçadas no mesmo nível da rua, medidas de traffic calming, ciclovias e largas faixas de pedestres compõem o cenário protagonizado pelas estações do MOVE e pelo corredor com pista dupla por onde passam os ônibus em harmonia com o ambiente ao seu redor.

Eduardo Beltrame, vencedor do Cidade em 1 Instante, viaja de BRT MOVE e aprova o sistema. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

Eduardo Beltrame teve o acompanhamento do engenheiro de transportes da EMBARQ Brasil, Guillermo Petzhold, e do técnico da BHTRANS, Carlos Xavier, para tirar suas dúvidas na viagem de BRT. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

Em seguida, embarcamos em uma viagem pelo BRT MOVE até o terminal Pampulha, acompanhados por Carlos Xavier, técnico da Gerência de Gestão Operacional do BRT (GGBRT) da BHTRANS, que apresentou o sistema e respondeu às dúvidas de Eduardo. “O MOVE está fazendo muita diferença na vida das pessoas, que agora economizam tempo percorrendo o trajeto pelo corredor exclusivo com o ônibus e podem esperar dentro de uma estação fechada, protegidas da chuva e mais seguras”, lembra Xavier. Eduardo aproveitou o percurso e as paradas nas estações do MOVE para fotografar o sistema de todos os ângulos. “Já tinha lido sobre sistemas BRT no TheCityFix Brasil, mas nunca tinha andando em um. Achei uma solução realmente muito boa para a cidade, prática, eficiente e com um custo bem mais baixo do que do metrô ou do trem. Uma boa solução para se implantar em outras cidades brasileiras”, diz o vencedor do concurso.

Eduardo Beltrame, vencedor do concurso, aproveitou para fotografar o MOVE e o entorno das estações. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

A tarde de sábado foi dedicada à região da Pampulha. Caminhamos em torno da Lagoa para apreciar um dos mais conhecidos cartões-postais de Belo Horizonte: a Igreja São Francisco de Assis, banhada pelo sol do fim de tarde e refletida nas águas da Pampulha. Aproveitamos o momento e o cenário para registrar o grupo completo pela primeira vez.

Eduardo, Mariana e Guillermo, a equipe completa da viagem do Concurso Cidade em 1 Instante, no cartão-postal de BH. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

O grande fluxo de ciclistas pedalando na ciclovia que acompanha todo o entorno da Lagoa valeu a ida até lá e rendeu bons registros (tanto para mim quanto para o Eduardo, tenho certeza)!

O movimento de ciclistas estava bem intenso no sábado à tarde na ciclovia da Lagoa da Pampulha. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

De lá seguimos para o Mineirão, que tem uma área externa aberta ao público (uma espécie de platô) onde encontramos muitas pessoas aproveitando o final da tarde de sábado. Crianças, adolescentes e adultos pedalavam, brincavam e andavam de patins e skate no piso de concreto. Fiquei positivamente surpresa por ver tantas pessoas naquele lugar que, teoricamente, seria usado apenas em dias de jogo. A ocupação dos espaços também impressionou Eduardo, que comentou que “as pessoas sentem essa necessidade de sair para rua, e quando tem um lugar para isso, elas tomam conta, e isso torna a cidade muito mais agradável. As pessoas saem de casa para curtir sua cidade, para estar junto com outras pessoas”.

Muitas pessoas vão para o Mineirão para andar de skate, patins ou bicicleta quando não há jogo. Um espaço que poderia ficar vazio, e que ainda assim é apropriado pela população para lazer. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

Terminamos o dia (ou a noite, já que o sol já tinha nos abandonado) na Savassi, um bairro onde se percebeu que se poderia priorizar as pessoas e fechar o acesso dos carros às ruas. Durante o dia, o movimento das lojas atrai pedestres e o movimento é intenso, e durante a noite, quando já não há mais lojas, os bares é que fazem o papel de atrair as pessoas para a rua, com mesas na calçada e música ao vivo.

As ruas pedestrianizadas da Savassi continuam apinhadas de gente mesmo após o sol cair, quando as lojas são substituídas pelos bares e as mesas enchem as ruas novamente. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

O domingo teve cara de programa mineiro: almoço no Mercado Central, Praça da Liberdade, Mirante das Mangabeiras e Praça do Papa. Na Praça da Liberdade encontramos com o Guilherme Tampieri, fundador da BH em Ciclo e do Bike Anjo de BH, que contou um pouco sobre as iniciativas e conquistas da mobilidade por bicicletas na cidade. “A gente luta para que Belo Horizonte não tenha só um projeto de construção de mais e mais ciclovias, mas que tenha um real incentivo no uso de bicicletas”, afirma ele.

Guilherme Tampieri, fundador da BH em Ciclo, fala sobre a dificuldade que a importância de uma política consistente de incentivo às bicicletas. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

Após o bate-papo, fomos dar uma volta na Praça para ver como as pessoas interagiam naquele espaço público. Feiras de objetos usados, atividades de entretenimento infantil, campanhas de afeto gratuito, música, pessoas se exercitando… tudo que um bom ambiente urbano merece num fim de semana! “Acho incrível como esses espaços públicos favorecem o convívio humano”, diz Eduardo, impressionado com a quantidade de pessoas aproveitando o domingo de sol na Praça da Liberdade.

Famílias aproveitam a ensolarada tarde de domingo na Praça da Liberdade, um ótimo espaço de convívio urbano. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

O fim de tarde no Mirante das Mangabeiras e na Praça do Papa encerrou nossa viagem com aquele gostinho de que Belo Horizonte é mesmo um lugar incrível, cheio de bons exemplos de como fazer uma cidade para as pessoas. Mesmo não sendo perfeita, a capital mineira se mostra uma cidade com vontade de melhorar e investir em seu transporte coletivo, em seus espaços públicos e na infraestrutura para os ciclistas.

Último registro do grupo, que se despediu de Belo Horizonte assistindo ao pôr-do-sol na Praça do Papa. (Foto: Eduardo Beltrame)

E o vencedor do nosso concurso Cidade em 1 Instante, que foi até BH para conhecer boas práticas de mobilidade sustentável saiu de lá com a mesma impressão que eu: a cidade está no caminho certo. “De uma maneira geral, eu me encantei bastante com Belo Horizonte! Achei bem planejada, com boas soluções de mobilidade e espaços públicos. É importante deixar de priorizar os carros e passar a priorizar as pessoas. Criar ambientes mais agradáveis, que chamem as pessoas para as ruas e tornem as cidades mais humanas”, conclui Eduardo.

Assim, finalizo o post com uma inspiradora foto do vencedor do concurso em nosso último momento em BH e um agradecimento a todos aqueles que participaram do Cidade em 1 Instante e a todos que construíram conosco esses 3 anos de TheCityFix Brasil!

E no fim, somos só silhuetas na multidão que contempla o espetáculo do pôr-do-sol. (Foto: Eduardo Beltrame)

***

O Concurso Cidade em 1 Instante marcou os 3 anos de história do TheCityFix Brasil, convidando os leitores a enviarem fotos de espaços públicos e alternativas de mobilidade que fazem das cidades lugares agradáveis para se viver. As 3 melhores fotos escolhidas pela equipe da EMBARQ Brasil foram colocadas para votação no Facebook, onde o público definiu o vencedor com a foto mais curtida. O prêmio era uma viagem para uma das cidades a escolher: Belo Horizonte, Curitiba ou Rio de Janeiro.