Um manual de parklets para São Paulo

Parklet na rua Padre João Manuel (Foto: Zona Verde/Reprodução)

A tendência dos parklets aos poucos se espalha pelas cidades brasileiras.

Em São Paulo, onde quatro parklets já foram instalados, a prefeitura lançou um manual operacional que orienta quem quiser implantar um parklet na capital paulista – e qualquer um pode querer, seja pessoa física ou jurídica.

Além das diretrizes técnicas e critérios de implantação necessários, o manual lista os benefícios que a iniciativa traz para a cidade: ampliação da oferta de espaços públicos, promoção da convivência na rua, estímulo de processos participativos, incentivo ao uso de transporte não motorizado, criação de cenários mais agradáveis para as ruas e aumento da atividade econômica local, já que os parklets atraem pedestres e clientes em potencial.

Os parklets são pequenas instalações colocadas sobre vagas de estacionamento com o objetivo de criar mais espaços públicos, como uma extensão das calçadas em que as pessoas podem sentar, conversar e até mesmo se exercitar. Em São Paulo, o Instituto Mobilidade Verde foi responsável pelas primeiras instalações por meio do projeto Zona Verde.

Clique aqui para acessar o manual e confira abaixo o infográfico, também produzido pela prefeitura, explicando o que são, como funcionam e os efeitos positivos dos parklets: