Universidade gaúcha estreia bike-sharing

A novidade vem de Lajeado, no Rio Grande do Sul. (Foto: Tuane Eggers)

A responsabilidade de implantar políticas de incentivo a soluções de baixa emissão de carbono não deve ser apenas do poder público. A criação de espaços mais humanos e seguros, priorizando as pessoas, o desenvolvimento e o transporte sustentável, pode ser feita, inclusive, dentro dos portões de uma universidade. É o que a Univates, da cidade de Lajeado, no Rio Grande do Sul, mostrou ao implantar seu próprio sistema de compartilhamento de bicicletas.

O Bicivates foi pensado para combater a quantidade crescente de carros e motocicletas circulando nos arredores e dentro do campus. Entrando em operação neste mês, o sistema conta com 120 bikes espalhadas em cinco estações pelo campus. Além das bikes recém implantadas, a universidade já projetou ciclovias para que as pessoas pedalem com segurança pelo campus.

Todos os alunos, professores e funcionários da universidade têm acesso gratuito às bicicletas. Basta fazer o cadastro pelo site.  É bom lembrar que o sistema está em fase de observação e aprimoramento. “Conforme as pessoas forem utilizando o sistema, podem surgir alguns imprevistos que nos façam alterar certas questões”, explica o gerente do Setor de Engenharia e Manutenção da Univates, Robledo Müller, na matéria do site oficial.

Como o sistema, algumas outras universidades brasileiras contam com iniciativas similares.

Enquanto a Univates é pioneira no Brasil com um sistema exclusivo de compartilhamento de bicicletas (alguém sabe de outra?), nos Estados Unidos são vários os exemplos como este, como a New York University, Buffalo University e a Washington State University. A tendência mundial, principalmente nos países desenvolvidos, é de que a bike seja o principal meio de transporte urbano principalmente para as gerações mais jovens. Começar esta mudança dentro de uma universidade no Brasil, que é o quarto país do mundo em venda de automóveis, é uma verdadeira revolução. A maioria cria mais estacionamentos, enquanto uma cria bike-sharing e ciclovias. E você, gostaria de pedalar ou ficar parado no congestionamento na sua universidade?

O Nice Ride Minnesota, nos Estados Unidos. (Foto: adamsfelt/Flickr)

Washington State University também conta com um sistema. (Foto: divulgação)