A violência do trânsito no Brasil

Um tema que, apesar de grave – trata-se da segunda maior causa de mortes no país –, ainda não recebe a atenção devida por parte da imprensa e do poder público

O índice de mortes no trânsito do Brasil é um dos mais altos do mundo: 22 a cada 100 mil habitantes. A estimativa, aqui, é de uma morte a cada 12 minutos. O infográfico a seguir, construído a partir da análise e cruzamento de dados de diferentes instituições e publicações (IBGE, Ministério da Saúde, Rede Nossa São Paulo, Mapa da Violência 2012 e Road Safety Annual Report 2011, entre outros), faz um pequeno retrato da violência do trânsito no Brasil.

O material enfatiza o que defende Luis Antonio Lindau, diretor presidente da EMBARQ Brasil: acidentes de trânsito não são acidentes. Acidente pressupõe um ocorrido “que não pode ser previsto e que, portanto, não pode ser evitado”, como uma falha mecânica no veículo ou quando o motorista sofre um mal súbito ao volante. Dirigir acima do limite de velocidade, ultrapassar em locais proibidos ou sob efeito de bebidas alcoólicas, algumas das principais causas das ocorrências chamadas de acidentes, são escolhas – e não fatores imprevisíveis.

Mais informações aqui.

Infográfico: Thiago Vecks, Diana Assennato e Thomaz Rezende

Fonte: Mobilicidade