O ‘bem-vindo’ Expresso DF Sul em Brasília

A jovem Brasília, que ontem (21) completou 54 anos, está mostrando que um transporte de qualidade pode mudar ‘a cara’ e o humor de uma cidade inteira. Foi esse o sentimento que eu e a fotógrafa Mariana Gil tivemos, na última semana, ao dar uma volta no Expresso DF Sul, o novo sistema BRT de Brasília. Quem conhece a capital federal sabe que não é fácil encontrar opções de mobilidade e deslocamento que privilegiem as pessoas. São poucas as ciclovias existentes, as calçadas para os pedestres e até paradas de ônibus mais amigáveis.

Por tudo isso, o Expresso DF Sul chega em boa hora. Cerca de 220 mil moradores serão beneficiados com o novo sistema. Com 43 km de extensão, o BRT vai conectar as regiões administrativas de Santa Maria, Gama, Park Way e Plano Piloto, diminuindo em 50 minutos o tempo de viagem atual. Ele também atenderá a população residente no Entorno Sul do Distrito Federal – municípios do Estado de Goiás, que realiza grande parte das atividades na capital federal.

Giovanna durante a tarde de passeios. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

No dia da nossa visita, tivemos a companhia de alunos da escola municipal CASEB, entre 12 e 14 anos, que estavam conhecendo o BRT pela primeira vez. O ônibus articulado, com ar-condicionado, bancos estofados e reluzente na cor amarela foi a atração para os adolescentes. “Achei o ônibus muito legal, é bem aconchegante e diferente daqueles que vemos nas ruas, né?”, comentou Giovanna Alves, 14 anos.

Tudo pronto para a partida após o embarque dos alunos. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

 

O estudante de Psicologia, Rebert Paiva, 25 anos, aprovou o Expresso DF Sul. “É muito mais confortável, outra vida. Esse serviço chegou em boa hora para quem vem do Gama”, disse o estudante. Paiva mora no Gama e trabalha no Plano Piloto.

Paiva aproveitou o tempo de viagem para leitura. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

Alunos receberam informações a bordo sobre o novo sistema. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

Arthur, aluno da 5a série, saiu da prova de matemática e foi conhecer o Expresso DF Sul. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

Em “operação branca” desde dia 2, o sistema ainda é novidade para a maioria das pessoas. Os olhos curiosos da família Queiroz não esconderam a satisfação de contar com uma nova alternativa de deslocamento já que precisam realizar o trajeto diariamente. Eles moram em Valparaíso e as crianças estudam no Plano Piloto.

“Estávamos precisando de alternativas de transporte como essa. Vai ajudar muito, pois fazemos esse caminho todos os dias e muitas vezes pegamos trânsito. O BRT vai nos ajudar a fugir disso”, disse Julio, o pai de Davi, Julia e Carol.

Família Queiroz realizou o trajeto pela primeira vez no BRT. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

Para Lúcio Lima, diretor de Operações do DFTrans, o Expresso DF Sul representa uma nova Era para o transporte do Distrito Federal. “A população pode esperar um sistema de transporte público de qualidade. A população está saindo de pelo menos duas décadas de abandono do sistema de transporte, com uma frota antiga, sem contrato, sem regras, sem fiscalização. Estamos apresentando outro modelo, com contrato com regras claras, uma frota moderna e fiscalização eficiente. Estamos falando de um sistema de transporte para 20 ou 30 anos, bem estruturado”, declarou.

Lúcio Lima, diretor de Operações do DFTrans. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

Ônibus articulado tem capacidade para até 120 pessoas. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

Corredor segregado para o BRT em Brasília. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

Veículos novos são atração do novo sistema. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

Equipe especializada do “Posso ajudar?” em ação. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

Estudantes se divertiram durante o passeio no Expresso DF Sul. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)