Cinco soluções subestimadas em transporte sustentável

Post originalmente publicado por   e  no TheCityFix.

Há muitas formas criativas de reduzir os impactos das emissões do transportes. Algumas são mais engraçadas que outras… (Photo: Richard Masoner / www.cyclelicio.us)

As mudanças climáticas não são piada. Nós sabemos que devemos levar a sério as estratégias para reduzir as emissões de carbono do setor de transportes. Abordagens arrojadas e criativas para a mitigação das mudanças climáticas precisam ser exploradas se estamos aqui para preservar o mundo para as próximas gerações. Para ilustrar a questão, nós reunimos as soluções de transporte de baixa emissão mais subestimadas do mundo. Embora aparentemente absurdas, estamos firmemente convencidos de que elas têm potencial para um impacto verdadeiramente transformador:

1. Teletransporte Enquanto o desenvolvimento da tecnologia está engatinhando, os físicos quânticos e cientistas do setor de transportes estão fazendo progressos em direção a equipamentos de teletransporte. Pesquisadores do MIT demonstraram que a energia pode ser teletransportada. Além disso, uma equipe de pesquisadores da Universidade de Ciência e Tecnologia da China, em Shangai, detém o recorde do transporte de fótons a uma distância de 97 km. Os passageiros podem ser os próximos!

2. Controles remotos usados pelo governo para impedir que os carros andem Eventos recentes têm demonstrado que agências de segurança americanas são capazes de monitorar nossos equipamentos pessoais. Logicamente, se o governo dos Estados Unidos pode invadir telefones, o mesmo princípio pode ser usado para outros dispositivos – como os carros. Imagine a utilidade de um programa de desativação de carros em massa: a Administração Nacional de Segurança (NSA) e do Departamento de Transportes (DOT) poderiam ter o poder de desligar remotamente os carros de passageiros que poderiam optar por alternativas de baixa emissão.

3. Retenção de ar comprimido Uma pesquisa mostrou que um veículo com pneus lisos é responsável por cerca de 99,9% das emissões totais de carbono de um carro com pneus em pleno funcionamento. Sem ter pneus inflados adequadamente, as pessoas recebem um poderoso incentivo para escolher outro modal para chegar ao trabalho, como o compartilhamento de carros ou simplesmente o trabalhar de casa. Isso também economiza ar comprimido para ser utilizado para as coisas importantes, como balões de aniversário, por exemplo.

4. Tênis de rodinha Desde a virada do século 21, essas maravilhosas invenções estão acelerando a velocidade natural do ser humano. Embora atualmente associados com o comportamento juvenil (e até mesmo proibidos em algumas comunidades), os sapatos de rodinhas têm grande potencial para reduzir as emissões de carbono. A economia exata ainda está sendo avaliadas, mas as pessoas certamente ganharão pontos extras pelo estilo.

5 . Montando em emas Os seres humanos têm utilizado animais domesticados para o transporte durante séculos. Existe um grande espaço para retroceder para essas práticas. Um animal de carga muito negligenciado é a ema. Ela pode correr a uma velocidade de até 37 km/h, e tem excelente habilidades para que os veículos concorrentes se esquivem. Essa é uma prática sustentável que todos deveriam ser encorajados e praticar.

Se você já está no site Amazon em busca de sua ema pessoal, esta é a hora em que te dizemos para parar – esse post é uma brincadeira pelo 1º de abril, Dia da Mentira! Mesmo assim, esperamos que estas ideias instiguem a pensar de forma criativa sobre como se locomover, pois, com toda seriedade, existem muitas soluções cotidianas de baixa emissão de carbono, o transporte sustentável. Pode ser tão simples quanto andar de bicicleta, ou extravagante como utilizar uma scooter portátil acoplada numa mochila. Enquanto as sugestões acima ainda não existe (estamos ansiosos pelo teletransporte), ainda há alternativas divertidas para se locomover na sua cidade de forma sustentável.