Maio Amarelo – por um trânsito seguro para todos, em todos os momentos

Ao Outubro Rosa (movimento pela prevenção do câncer de mama) e ao Novembro Azul (contra o câncer de próstata), juntam-se a partir deste ano um novo mês e uma nova cor.

O Maio Amarelo nasce como movimento internacional de conscientização para a redução dos acidentes de trânsito.

O Roads Kill Map, mapa interativo publicado pelo Pulitzer Center e organizado com dados da Organização Mundial da Saúde, traz números alarmantes: atualmente, um milhão e duzentas mil pessoas morrem por ano no mundo vítimas de acidentes de trânsito. No Brasil, o índice de mortes é de 23 a cada 100 mil habitantes. Para comparação, nos Estados Unidos esse número cai pela metade (11 mortos em cada 100 mil pessoas) e na Suécia são apenas três mortos para cada 100 mil habitantes.

Roads Kill Map: o Brasil tem um dos índices mais altos de mortos a cada 100 mil habitantes

Diante dessa situação, o Maio Amarelo se propôs o objetivo de transformar o trânsito em pauta diária de discussões durante todo o mês de maio, a fim de estimular o engajamento de empresas, governos e sociedade e contribuir para a redução das vítimas do trânsito no país.

A escolha do mês se deu por dois fatores. Foi em 11 de maio de 2011 que a Organização das Nações Unidas decretou a Década de Ação pela Segurança Viária, de 2011 a 2020, tornando o mês referência mundial para o balanço das ações realizadas por países de todo o mundo. Além disso, é também em maio que acontece a Semana Mundial de Segurança no Trânsito. Já o amarelo é uma alusão à sinalização de trânsito que simboliza atenção.

A ideia é chamar a atenção das pessoas para a gravidade da situação e mostrar que o trânsito precisa ser pauta permanente, especialmente no país que ocupa a 5ª posição no ranking de mortes. São em torno de 40 mil vidas perdidas no trânsito por ano no Brasil, a maior parte delas de pedestres. Não se trata de uma campanha, mas de um mês de mobilização social em prol de ações permanentes e efetivas.

O site do movimento ainda está sendo construído e deve entrar no ar dentro de quatro dias. Até lá, você pode acompanhar as novidades pela página no Facebook. Divulgue, discuta com seus amigos, a conscientização começa em cada um.