Quando as crianças decidem tomar as ruas


Muitas são as cidades que servem de exemplo para o desenvolvimento de uma mobilidade urbana sustentável – ambiental, social, e economicamente. E nenhuma destas cidades criou estes sistemas sem esforços, participação social, e muita, mas muita persistência.

E o que dizer quando esta persistência parte daqueles que, aparentemente, menos deveriam precisar se preocupar com essas questões?

As crianças.

Foran elas que transformaram De Pijp, bairro da cidade de Amsterdam que em 1972 nada mais era do que um amontoado de casas pequenas, altamente povoadas, sem árvores, espaços de lazer, e lotada de carros pelas ruas. O documentário De Pijp mostra a persistência dos pequenos, apoiados pelos mais velhos, na busca de seu direito ao lazer, às praças, playgrounds e espaços de convivência.

A foto abaixo mostra o bairro em 1972. As ruas são dominadas por carros e não há uma árvore à vista.

E o bairro nos dias atuais:

Fonte: Bicycle Dutch