Quatro benefícios do BRT para as cidades

Uma nova pesquisa da EMBARQ mostra que sistemas BRT – como o Transoeste, no Rio – trazem uma ampla gama de benefícios para a qualidade de vida nas cidades. (Foto: Benoit Colin/EMBARQ)

Existe uma solução que pode dar às pessoas mais tempo para a vida pessoal – e ela já está sendo usada tanto em cidades de países desenvolvidos quanto daqueles em desenvolvimento.

Uma nova pesquisa da EMBARQ mostra que, globalmente, passageiros podem poupar aproximadamente 73 milhões de horas entre os anos de 2007 e 2026 optando pelo BRT. Isso equivale a mais de nove milhões de horas de trabalho, considerando um expediente de oito horas por dia.

O BRT é um sistema de ônibus de alta velocidade, baseado nas cidades, no qual os ônibus circulam por faixas dedicadas.  O novo estudo da EMBARQ, Impactos Sociais, Ambientais e Econômicos do BRT, analisou os sistemas BRT de Bogotá (Colômbia), Cidade do México (México), Johanesburgo (África do Sul) e Istambul (Turquia) e concluiu que o sistema contribui melhorando a qualidade de vida nas cidades de quatro maneiras chaves: diminuindo o tempo de deslocamento, reduzindo emissões de poluentes e gases de efeito estufa, aprimorando a segurança viária e estimulando a atividade física.

Ganhos com o menor tempo de deslocamento

Faixas dedicadas aos ônibus separam os veículos do sistema BRT do trânsito, permitindo que os ônibus circulem mais rápido pela cidade. O sistema de pagamento pré-embarque e as plataformas em nível – inspiradas em uma estação de metrô mais do que nas tradicionais paradas de ônibus – tornam o embarque mais rápido, enquanto o gerenciamento dos sinais de trânsito que priorizam os ônibus BRT e o menor intervalo entre os ônibus minimiza o tempo de espera.

Esses atributos têm um impacto significativamente positivo nas cidades onde os sistemas BRT já operam. Em Johanesburgo, os usuários do sistema passaram a gastar uma média de 13 minutos a menos em cada percurso (ida e volta) em suas viagens diárias. Em Istambul, os ganhos são ainda maiores – o passageiro do Metrobüs poupa 52 minutos por dia. A Cidade do México está prestes a poupar 141 milhões de dólares em produtividade econômica recuperada como resultado da redução dos tempos de viagem que veio com a Linha 3 do Metrobús.

Em termos de qualidade de vida, a redução dos tempos de deslocamento seja talvez o mais importante benefício dos sistemas BRT: permitir que os passageiros tenham mais tempo para viver.

Redução das emissões de poluentes e gases de efeito estufa

Colocando os passageiros em ônibus de alta capacidade capazes de transportar 160 pessoas, o BRT diminui a quantidade de total de quilômetros percorridos por veículo em uma cidade. Menos veículos transportando a mesma quantidade de passageiros reduzem congestionamentos e trazem a oportunidade de substituir veículos mais antigos e mais poluentes.

A incorporação de tecnologias de eficiência de combustível nos ônibus BRT e o melhor treinamento dos motoristas podem ainda contribuir para um consumo mais baixo de combustível e níveis menores de emissões. Dessa forma, o sistema diminui a concentração de poluição atmosférica tanto ao redor da cidade quanto dentro dos veículos. A exposição dos passageiros ao ar poluído nas estações ou dentro dos ônibus ainda é reduzida em decorrência do menor tempo de deslocamento, o que significa que, implementando sistemas BRT, as cidades têm uma grande oportunidade de diminuir a poluição local. A Linha 3 do Metrobús, na Cidade do México, por exemplo, está pronta para eliminar mais de dois mil dias de trabalho perdidos (em decorrência de doenças), quatro novos casos de bronquite crônica e duas mortes por ano, poupando à cidade um gasto estimado de 4,5 milhões de dólares.

Melhorias na segurança viária

Implementar um sistema BRT contribui para a redução do número de mortes e acidentes no trânsito de diferentes maneiras. Em primeiro lugar, a redução no índice de quilômetros percorridos por veículo resulta em menos motoristas na estrada e em um ambiente mais seguro tanto para eles quanto para pedestres e ciclistas. Em segundo lugar, faixas dedicadas reduzem a interação direta entre os ônibus e os demais veículos, minimizando o risco de colisões. Finalmente, o BRT pode mudar o comportamento dos motoristas de ônibus na medida em que diminui a competição pelo espaço das vias.

O caso da América Latina é uma vitrine dos benefícios de segurança do BRT: as vias com sistemas BRT viram o índice de acidentes sofrer uma queda de 40%. Outras evidências sugerem que o BRT e outras formas de transporte sustentável são componentes ainda pouco reconhecidos do planejamento de segurança viária, com um enorme potencial de reduzir o número de acidentes e salvar vidas.

Estímulo da atividade física

Graças às distâncias entre os terminais e estações, que tendem a exigir caminhadas mais longas do que os veículos particulares, os sistemas BRT também estimulam a atividade física entre os passageiros. Apesar dessas distâncias, o menor tempo gasto nas viagens fazem o BRT valer a caminhada, e passageiros do mundo inteiro circulam pela cidade mais rápido mesmo com o tempo gasto para chegar aos terminais. Os passageiros do Metrobús da Cidade do México caminham uma média de 2,75 minutos a mais por dia do que costumavam fazer antes da cidade implementar o sistema. Usuários do BRT de Pequim ganharam 8,5 minutos de caminhada diária desde que o sistema começou a operar por lá. Uma vez que a Organização Mundial da Saúde recomenda pelo menos 150 minutos de atividade física moderada  por semana para adultos entre 18 e 64 anos, passageiros do BRT já saem na frente no que diz respeito ao estilo de vida mais saudável apenas com as caminhadas até a estação.

Ampliando o BRT em escala global

Como uma solução de transporte cada vez mais utilizada tanto em países desenvolvidos quanto naqueles em desenvolvimento, os corredores e sistemas BRT já transportam 29 milhões de pessoas em 163 cidades do mundo. Um adicional de 143 sistemas estão sendo implementados ou expandidos atualmente. Essa nova análise fortalece a ampliação dos sistemas BR, além de trazer recomendações para gestores, especialistas e órgãos de financiamento para maximizar os benefícios do sistema. Sendo um modal de transporte mais seguro, limpo e eficiente que dá às pessoas mais tempo para a vida pessoal, o BRT é uma solução inteligente para os desafios de transporte urbano das cidades.

Para saber mais sobre os benefícios do BRT, confira o vídeo abaixo, lançado hoje pela EMBARQ, que apresenta os sistemas BRT da Cidade do México e de Istambul e os impactos positivos que tiveram em cada cidade.

 

Este post foi originalmente escrito por Robin King e publicado no TheCityFix.

Traduzido por TheCityFixBrasil.