Friday Fun nas nuvens!

Passing Cloud: nas nuvens, ao sabor do vento (Foto: Tiago Barros/Reprodução)

Para aqueles que sempre imaginaram como seria a sensação de flutuar entre as nuvens, começa a se desenhar uma possibilidade. O projetista português Tiago Barros criou o Passing Cloud, uma espécie de balão – na verdade, uma série de balões unidos em forma de nuvem – que pretendem mudar, radicalmente, as experiências de viagem que conhecemos até então.

Voando, como o nome indica, entre as nuvens, o Passing Cloud é composto por vários balões envoltos em uma estrutura de aço inoxidável coberta por uma tela elástica de nylon que se move com o vento, capturando as correntes mais fortes e ao mesmo tempo protegendo os passageiros de serem empurrados para fora da estrutura.

Outra característica marcante do balão é a sustentabilidade. Adepto da causa, Tiago Barros trabalhou para que seu novo meio de transporte fosse um destaque nesse quesito: o Passing Cloud não emite CO2, não produz resíduos e utiliza energia mínima.

O mais interessante do balão, porém, é a impossibilidade de prever a duração da viagem. O novo meio de transporte foi projetado não considerando atributos como a velocidade, mas privilegiando exclusivamente a viagem em si – a experiência de flutuar no céu, como se em uma nuvem. Não há destino ou horários. É uma viagem feita, literalmente, ao soprar do vento.

Na página do projeto em seu site, o arquiteto resume:

Este projeto prevê um renascimento da maneira como viajamos. Por que viajar em alta velocidade? Por que ter o destino sempre definido? E por que sempre ir e vir em prazos apertados? Hoje em dia, tudo é predeterminado e todos estão sempre correndo. É hora de repensar o ato de viajar e começar a aproveitá-lo devidamente.

Fonte: Engenharia é