Bilhete Único será mensal e ilimitado

O Bilhete Único, um passe integrado dos transportes na cidade de São Paulo, é fundamental para estimular a conectividade entre modais. Ele facilita a vida do usuário, que acessa os diferentes serviços – ônibus, metrô e trem – com apenas um cartão.

A novidade, anunciada nessa semana em conjunto pelos governos municipal e estadual, é que o Bilhete Único terá uma mensalidade fixa. Com isso, o usuário poderá fazer quantas viagens quiser – sem pagar mais. A novidade começa a funcionar no próximo dia 30.

Serão três opções de mensalidade. A modalidade integrada (BMI), cujo valor é R$ 230; só ônibus (BMO), ou só transporte sobre trilhos (BMT), com custo de R$ 140 cada. O usuário poderá escolher na hora de carregar o cartão.

Mas será que vale a pena? Pensando na questão, a Folha de S. Paulo fez um infográfico que esclarece essa dúvida. Confira:

Infográfico elaborado pela Editoria de arte/Folhapress. (Crédito: Editoria de arte/Folhapress)

E na sua cidade, como funciona a integração de pagamento dos serviços de transporte? Conte pra gente.

Com informações da Folha de S. Paulo.