Uma nova ideia para o trânsito de Porto Alegre

Uma ideia de três jovens engenheiros e estudantes de pós-graduação promete trazer novo fôlego à mobilidade urbana em Porto Alegre.”

Assim começa a matéria, publicada no site da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, que apresenta o projeto de Cezar Reinbrecht, Gerson Scartezzini e Lucas de Paris, respectivamente alunos de doutorado e de mestrado no Instituto de Informática da UFRGS e mestrando na Unicamp.

Da esquerda para a direita: Cezar, Lucas e Gerson (Foto: Divulgação)

A iniciativa consiste na implantação de um sistema de aluguel de carros elétricos, seguindo a linha do que já acontece com as bicicletas em diversas cidades, mas de maneira que permita a realização de viagens de mais de uma hora. Os três criaram a startup MVM Technologies para viabilizar o negócio e preveem que, com um investimento inicial de três milhões de reais, o SiVI – Sistema Veicular Inteligente esteja em funcionamento até o final de 2014.

Os veículos serão trazidos da Espanha a partir de um convênio firmado com a empresa Hiriko. Os modelos, além de não emitirem gases poluentes, são dobráveis, reduzindo o espaço necessário para estacionar. Em Porto Alegre, tanto para destacar a presença do sistema na cidade quanto para facilitar a identificação dos carros elétricos no trânsito, serão usadas cores fortes: verde limão, rosa, amarelo e laranja.

“Nosso interesse é, principalmente, buscar um futuro melhor para as pessoas na cidade. As palavras-chaves que pretendemos colocar nas ruas são: tecnologia verde, utilização consciente e uso compartilhado”, resume Cezar à reportagem da UFRGS.

Um dos modelos elétricos da Hiriko, que tem convênio com o projeto (Foto: Hiriko/Reprodução)

Condições e funcionamento

Inicialmente, estarão disponíveis para aluguel 20 veículos, distribuídos em dois pontos, que, durante a fase de testes, só poderão ser utilizados pela comunidade da UFRGS. Posteriormente, o sistema será aberto às demais universidades da capital gaúcha e, finalmente, à comunidade em geral.

Para alugar um carro, o usuário deverá realizar um cadastro – que exigirá o número da Carteira de Habilitação – e fornecer um número de cartão de crédito para pagamento. A cobrança será tarifada por viagem, mas haverá a possibilidade de serem adquiridos pacotes para mais de um percurso. De acordo com os idealizadores do projeto, os valores ainda estão em estudo, mas a tendência é que o preço diminua na medida em que o sistema se consolidar.

Para saber mais, leia a notícia no site da UFRGS.