166 cidades pelo mundo adotam o BRT – um ponto-chave de inflexão

O número de cidades com sistemas BRT – Bus Rapid Transit, como o TransOeste, recentemente inaugurado no Rio de Janeiro, cresceu de 45 para 166 desde a fundação da EMBARQ em 2002. A chegada dos sistemas BRT no mundo a um ponto de inflexão foi um dos destaques do ano reconhecidos pelo World Resources Institute. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

Este artigo foi originalmente publicado em inglês no site da EMBARQ.

O sistema BRT – Bus Rapid Transit, um modal de transporte coletivo por ônibus eficiente e de qualidade, pode reduzir o tempo de deslocamento, diminuir as emissões de gases do efeito estufa e, em geral, melhorar a qualidade de vida das pessoas. Hoje, 166 cidades em todo o mundo utilizam sistemas BRT e corredores do ônibus – em 2002, quando a EMBARQ foi fundada, eram apenas 45 delas. A EMBARQ, centro de transporte sustentável e planejamento urbano do World Resources Institute (WRI), tem desempenhado um papel importante na intensificação do conceito de BRT para cidades de todo o mundo.

O WRI é uma organização global de pesquisa que abrange mais de 50 países. Seus especialistas trabalham junto aos líderes públicos para transformar grandes ideias em ação, com o objetivo de preservar nossos recursos naturais – que são o alicerce das oportunidades econômicas e do bem estar humano. A cada ano, o instituto analisa o trabalho que foi desenvolvido e elege os “Top Outcomes”, que são os dez projetos de maior impacto do ano. Recentemente, a chegada do BRT a um ponto de inflexão global foi reconhecida como o Top Outcome WRI de 2013.

Rede EMBARQ ajuda a dimensionar os sistemas de BRT em todo o mundo

A rápida taxa de urbanização, motorização e mudanças climáticas requer soluções de transporte urbano sustentável de alta qualidade que possam ser implementadas de forma rápida e com custo eficiente. Os sistemas BRT podem transportar até 46 mil passageiros por hora por sentido – assim como alguns dos metrôs mais movimentados do mundo – e pode ser implementado de um décimo à metade do tempo e dos custos de um metrô. Ainda nos início dos anos 2000, os sistemas BRT eram limitados à América Latina, e a taxa de aceitação pelas pessoas estava estagnada.

Desde a fundação da EMBARQ, em 2002, nossos especialistas têm trabalhado para ajudar a implementar e catalisar o conceito de BRT em todo o mundo. Assim, o papel da EMBARQ é tanto técnico – com assessoria em segurança, operações, planejamento, integração tarifária, desenvolvimento de marca, seleção de veículos, financiamento e apoio institucional – quanto político, à medida em que desenvolvemos relações estratégicas para construir pontes em direção a uma visão comum.

Aí vai uma amostra das ações específicas que a Rede EMBARQ tem realizado:

– A EMBARQ tem prestado assistência técnica para sistemas BRT que realizaram mais de cinco bilhões de viagens em mais de 20 cidades, reduzindo as emissões de CO2, aumentando a segurança e poupando cerca de 30% do tempo aos usuários. Entre eles, a EMBARQ auxiliou a implementar BRTs no México, Turquia, Índia e Brasil – cada qual foi pioneiro em termos de qualidade e tecnologia no respectivo país. Em 2013, a EMBARQ influenciou novos sistemas BRT em Lima, Indore, Puebla , Chihuahua e Belo Horizonte.

– A nível nacional, a EMBARQ influenciou, no México, a lei nacional de mudanças climáticas e o Programa de Apoio ao Transporte Público Federal (PROTRAM), um programa de financiamento de transporte. Também influenciou o India’s Jawaharlal Nehru National Urban Renewal Mission (JnNURM), programa indiano de financiamento de ônibus para 60 cidades.

– Internacionalmente, a EMBARQ colaborou com inúmeras ONGs e angariou 175 bilhões de dólares de oito bancos de desenvolvimento para o transporte sustentável, incluindo o BRT, até 2021. Esses bilhões estão previstos para alavancar trilhões de dólares de investimento nacional e local.

– A EMBARQ tem construído conhecimento e capacidade através de redes de aprendizagem e pesquisas de ponta. Treinou milhares de servidores públicos na Índia, México, Brazil e Peru em conceitos de projetos BRT de alta qualidade e operação. Além disso, a EMBARQ estabeleceu a Associação Latino-Americana de Sistemas Integrados e BRT (SIBRT), uma rede de BRT e ônibus de agências de 14 cidades latino-americanas, para aprender e compartilhar as melhores práticas para defender políticas de apoio.

– Finalmente, a EMBARQ publicou pesquisas de destaque, incluindo “Modernizando o Transporte Coletivo”, que compara o desempenho dos sistemas BRT; o primeiro guia “Diretrizes de Segurança Viária para BRT” do mundo; e uma avaliação única de combustíveis alternativos e veículos por seu desempenho emissões. A EMBARQ também desempenha um papel central no Across Latitudes and Cultures – Bus Rapid Transit (ALC-BRT), um centro de pesquisa líder também conhecido como Centro de Excelência em BRT.

(Foto: EMBARQ Brasil)

EMBARQ valoriza parcerias importantes

As conquistas da rede EMBARQ não teriam sido possível sem o grande apoio de uma ampla gama de parceiros-chave. Os mais notáveis são as cidades, tomadores de decisões políticas nacionais e os bancos de desenvolvimento. ONGs proeminentes, parceiros acadêmicos e grupos locais também têm contribuído amplamente para as realizações globais detalhadas acima.

O conceito BRT em um ponto de inflexão

O conceito de BRT atingiu um ponto de inflexão, com novos e massivos investimentos e expansão significante planejada em todos os continentes. A EMBARQ estima que 105 cidades ao redor do mundo estão expandindo ou planejando novos sistemas BRT ou corredores de ônibus, proporcionando aos cidadãos acesso seguro e transporte equitável, e uma qualidade de vida superior.

Seguindo em frente, a EMBARQ continuará a promover o BRT em escala global, através da implementação de projeto, recomendações em políticas públicas nacionais, influenciando iniciativas de financiamento e capacitação em execução do projeto.

Tradução por Luísa Zottis.