Friday Fun: arte urbana feita de crochê

(Foto: Ute Lennartz-Lembeck)

Você já ouviu falar em yarn bombing?

O termo designa uma forma diferente de arte urbana ou graffiti. A diferença é que no lugar de tinta ou spray o artista utiliza fios e linha. São intervenções que buscam personalizar os espaços urbanos, deixando-os mais coloridos e receptivos.

Acredita-se que o começo do movimento se deve a Magda Sayeg, de Houston, que em 2005 customizou a maçaneta de sua loja com uma capinha de crochet. Desde então, a ideia se espalhou.

Árvores, carros, bicicletas, postes, estátuas, placas – quase tudo pode ser utilizado como suporte. E a vantagem é que esse crochê urbano, além de lindo, pode ser facilmente removido se necessário.

As fotos desse post, de diferentes cidades e artistas, foram coletadas pelo site Street Art Utopia. Mas a iniciativa também já chegou ao Brasil. Veja o que o pessoal da nossa equipe encontrou aqui em Porto Alegre:

(Foto: Cintia Martins Freitas/EMBARQ Brasil)