Tecnologia que melhora o trânsito

O espaço urbano é um meio em constante mudança: as cidades crescem, expandem-se, novas ruas são criadas e o trânsito, que comporta cada vez mais automóveis, muitas vezes se torna um entrave aos deslocamentos. Para lidar com o problema e extrair o melhor que as cidades têm a oferecer, a tecnologia faz o seu papel: inúmeros aplicativos buscam facilitar a experiência das pessoas com os serviços, órgãos, estabelecimentos e afins.

Um deles é o cruzalinhas. O aplicativo permite que o usurário obtenha a lista completa das linhas de ônibus municipais que passam por um determinado lugar da cidade de São Paulo apenas clicando sobre o mapa na região escolhida. O sistema lista e desenha as linhas. Além disso, se você adicionar outros marcadores, o sistema mostra apenas as linhas que passam entre cada um deles. Com isso dá pra montar trajetos e comparar alternativas.

Aplicativo identifica linhas de ônibus e ajuda a traçar o melhor caminho

Outro aplicativo de trânsito com ares de rede social que faz sucesso no mundo é o Waze, eleito o aplicativo do ano pela Apple em 2012. A ferramenta une as funcionalidades de GPS e rede social e sugere a melhor rota para o usuário com base na situação do trânsito naquele momento, informada em tempo real pelos próprios usuários. É possível enviar alertas sobre engarrafamentos, radares, acidentes, postos policiais, obras, o que for.

Diante de todas essas facilidades, até a Prefeitura do Rio de Janeiro resolveu aderir. A parceria com a empresa israelense que criou o aplicativo foi firmada este mês e já surtiu efeito no dia a dia no Centro de Operações do Rio (COR). Adrian Singer, coordenador de Marketing do Waze, trabalha na sede da companhia em Israel mas está no Rio ajudando a implementar o recurso. Com o sistema em funcionamento, motoristas, ciclistas e usuários do transporte coletivo poderão se prevenir ainda mais contra eventuais problemas.

Waze: informações em tempo real para melhorar o trânsito

E aí, que tal trocar o carro particular pelo transporte coletivo e aderir às tecnologias em favor de um trânsito menos congestionado?