Missão Russa: por dentro da Linha 4 de São Paulo

Com o objetivo de buscar inspiração e aprofundar conhecimentos técnicos para seus projetos de mobilidade, uma comitiva do Governo Russo está em visita a três capitais brasileiras: São Paulo, Curitiba e Rio de Janeiro. O grupo que compõe a missão – realizada pelo Banco Mundial com apoio da EMBARQ Brasil – é formado por representantes do Ministério de Transportes da Rússia, pesquisadores e secretários municipais de transporte. Acompanhe os detalhes da visita aqui no TheCityFix Brasil!

 

Guiados por Helcio Cremonese, da Coordenadoria de Visitas Técnicas do Metrô de São Paulo, a delegação de autoridades russas conheceu o sistema por dentro, no final da manhã desta segunda-feira (05). Os visitantes caminharam até a estação Paraíso e embarcaram rumo à Paulista, onde fizeram a integração com a Linha 4, uma das mais recentes do metrô de São Paulo. O trecho foi construído a partir de uma parceria público-privada do Governo do Estado de São Paulo com o grupo CCR – Companhia de Concessões Rodoviárias, que atualmente opera a linha por meio da empresa ViaQuatro.

Estação Paulista, Linha 4 em São Paulo. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

A linha, que abrange regiões Sudeste-Sudoeste, é operada pelo sistema “driveless”, ou seja, totalmente automatizado, sem a presença de condutores. “Apesar das precauções de segurança que são tomadas comumente, o sistema automatizado tende a diminuir a chance de falha – já que os condutores estão sujeitos à sonolência e outros fatores”, explica Laurindo Junqueira, especialista do Metrô de SP que também acompanhou o grupo na visitação técnica.

Ainda em processo de implementação, a Linha Amarela, como também é conhecida, já opera nas seguintes estações:

  • Luz
  • República
  • Paulista
  • Faria Lima
  • Pinheiros
  •  Butantã

Vladimir Lugovenko, do Ministério dos Transportes da Rússia, e Igor Titov, Diretor-geral do Instituto Científico de Pesquisa em Transportes a Motor. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)