QR Code para salvar vidas?

A ditadura do carro traz inúmeros malefícios às pessoas e cidades. O mais preocupante deles, sem dúvidas, é o índice de vidas perdidas, seja por irresponsabilidade na direção, bebida, falta de atenção ou mesmo vias que não oferecem elementos de segurança viária.

Pensando em evitar mais mortes pós-acidente, a Mercedes-Benz apostou numa ferramenta inusitada, o QR Code, gráfico que fornece informações a partir do contato com um smartphone ou tablet.

(Foto: Divulgação)

A ideia é simples: facilitar a remoção das vítimas. Isso porque o código contém um “mapa” do carro, com a posição de todos os elementos, como airbags, geradores de gás, depósitos de combustível, reforços estruturais, baterias, componentes de alta tensão, pontos de controlo e mais.

Daí resta a dúvida: agir no pós-acidente é a melhor forma de evitar mortes? De acordo com Marta Obelheiro, coordenadora de projetos de saúde e segurança viária da EMBARQ Brasil (produtora deste blog), salvar vidas envolve um conjunto de áreas de atuação, como segurança viária, mobilidade urbana, prevenção, entre outras.

A especialista explica que a iniciativa do QR Code se enquadra no quinto pilar da Década de Ação pela Segurança no Trânsito, que é Assistência às Vítimas. “A ação é muito importante para a qualificação do atendimento pós-trauma, para que o ocorrido não resulte em uma fatalidade, e para que a vítima possa ser receber atendimento hospitalar”, afirma.