Parklets: espaços para pessoas

Parklet na 24th Street, em São Francisco (Foto: San Francisco Planning Department)

Você certamente já ouviu a linha de pensamento que diz que nos momentos de crise surgem as melhores soluções e inovações. Se a máxima é válida para todos as esferas da vida em sociedade não há como saber, mas o fato é que foi no auge da crise econômica de 2008 que um dos principais projetos da empresa de design urbano Rebar, o Parking Day, ganhou força e espaço na cidade de São Francisco, nos Estados Unidos.

Trata-se da ocupação artística de vagas públicas de estacionamento. Durante algumas horas, um tapete de grama sintética cobria o chão para receber cadeiras , mesas e plantas, convidando as pessoas a ocuparem o espaço. A ideia inspirou várias cidades pelo mundo – aqui no Brasil, ganhou o nome de Vaga Viva.

A iniciativa, que começou em 2005, foi bem recebida, e Andreas Powell, funcionário da prefeitura de São Francisco, resolveu torná-la permanente. Powell passou dois anos convencendo os departamentos de trânsito, espaços públicos e bombeiros de que estruturas fixas para pessoas eram algo positivo para a cidade. Em 2008, ele conseguiu a aprovação do departamento Pavements to Parks, responsável por regulamentar os espaços públicos em São Francisco. E assim nasceram os parklets.

O que é

Um parklet é uma extensão da calçada, normalmente em frente a restaurantes, galerias de arte, bares e cafés, com mesas e cadeiras onde as pessoas podem ficar. O ponto crucial aqui é que se trata de um espaço público: não é preciso consumir nada para ocupá-lo – e todas as regras vigentes para demais áreas públicas estão valendo.

Parklets: transformação de vagas de carro em espaços para pessoas (Foto: Natália Garcia/Cidades para Pessoas)

O primeiro Parklet de São Francisco foi criado em frente ao Mojo Café, na avenida Divisadero, perto do centro da cidade. Duas vezes por ano, o Pavements to Parks abre inscrições para emitir autorizações de novos parklets; só para as do primeiro semestre deste ano mais de cem pessoas estavam na lista de espera.

Confira no mapa os parklets já existentes na cidade.

E veja mais fotos aqui e aqui.

Fonte: Cidades para Pessoas