Primeiro dia de debates do Seminário Nacional NTU 2013

Mesa de abertura: prioridade para o transporte coletivo (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

O Seminário Nacional NTU 2013 movimentou oTransamérica Expo Center em São Paulo nessa quinta-feira. Congressistas, expositores, profissionais da imprensa e demais participantes circularam durante todo o dia na Feira Transpúblico e acompanharam as palestras e painéis no auditório.

Pela manhã, a mesa de abertura com especialistas do setor de transportes e autoridades públicas foi marcada pela unanimidade dos participantes em relação a um ponto: a priorização do transporte coletivo em detrimento do individual como a principal medida necessária para melhorar a mobilidade urbana nas cidades brasileiras. Participaram Otávio Cunha e Eurico Galhardi, respectivamente presidente executivo e presidente do Conselho Diretor da NTU; Peter Walker, secretário adjunto dos transportes metropolitanos de São Paulo; José Fortunati, prefeito de Porto Alegre e presidente da Frente Nacional dos Prefeitos; José Walter, secretário dos transportes do Distrito Federal; Hugo Leal, deputado federal presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro; José Antonio Martins, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Ônibus (Fabus); e Ailton Brasiliense, presidente da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP).

Na palestra que oficializou o início do Seminário, o epidemiologista Carlos Dora, coordenador do Departamento de Saúde e Meio Ambiente da Organização Mundial da Saúde (OMS), falou ainda sobre a relação entre transporte e saúde. Por ano, são 3,3 milhões de mortes no mundo em decorrência de problemas causados pela poluição e pouco mais de um milhão por acidentes. “O transporte tanto pode ser um facilitador quanto um empecilho para a qualidade da saúde. Os lugares com mais espaço dedicado aos ciclistas e pedestres e ao transporte coletivo são aqueles onde estão os menores índices de acidentes”, ressalta. Dora recebeu a Medalha do Mérito do Transporte Urbano Brasileiro 2013

Investimento em transporte coletivo e os impactos na economia

Durante a tarde, os painéis Observatório da Copa das Confederações 2013 e Mobilidade urbana sustentável como fator de competitividade e produtividade debateram respectivamente o desempenho da mobilidade nas cidades-sede da Copa e os impactos econômicos a médio e longo prazo do investimento em transporte público de qualidade.

Glen Weisbord, diretor presidente do Economic Development Research Group, e Jerome Pourbaix, diretor de Política e Promoção da Associação Internacional do Transporte Público (UITP) apresentaram ao público do Seminário estudos que mostram os benefícios de se investir em transporte coletivo. Luis Antonio Lindau, diretor presidente da EMBARQ Brasil, participou de um debate com os dois a respeito dos benefícios para a economia das cidades gerados pelo investimento em transporte público, como a geração de empregos, renda e oportunidade de negócios.

Para mais detalhes, acompanhe a cobertura completa no site EMBARQ Brasil.