Trânsito paulistano ganha novas faixas para ônibus

Av. Paulista será a próxima a contar com faixa exclusiva. (Foto: Leonardo Aguiar)

Garantir melhores condições para o transporte coletivo assegura a melhor eficiência das viagens, melhora a mobilidade urbana e incentiva o uso do transporte coletivo. No atual cenário brasileiro, a redução tarifária e o passe livre para estudantes são alguns dos saldos positivos que as manifestações por todo o país deixaram para as cidades.

Na capital paulista, o movimento resultou também na ampliação da meta das áreas de circulação exclusiva para ônibus: até o fim deste ano, estão previstos 220 quilômetros de faixas exclusivas para o modal, informa a Prefeitura. No plano original estava prevista a criação de 150 quilômetros até o ano de 2016.

Nesta segunda-feira, a marginal Pinheiros foi mais uma avenida a inaugurar o trecho exclusivo, implantado também em locais como a marginal Tietê, a Radial, a Nossa Senhora do Sabará, entre outras. As avenidas Paulista e Dr. Arnaldo serão as próximas a ganhar as faixas, que começam a operar no dia 15.

O grande objetivo é reduzir o tempo de viagem dos usuários e incentivar cada vez mais o uso do modal na cidade.

Conheça, no infográfico da Folha, as faixas exclusivas:

(Infográfico: Editoria de Arte/Folhapress)

Fiscalização para garantir o funcionamento das faixas

Não adianta destinar uma via exclusiva sem punir quem viola o local. Assim, a multa para quem invadir a faixa nos horários de pico (de segunda a sexta-feira, das 6h às 9h e das 17h às 20h) é de R$ 53,20, além de três pontos na carteira de habilitação.

Nos primeiros dias a ação será “educativa”, para familiarizar os condutores com a nova regra. As autuações terão início quando a sinalização estiver completa.