Aprovação do BRT Transoeste é de 93%

Viagens rápidas, conforto e segurança são principais benefícios apontados por quem utiliza o serviço com frequência.

O Transoeste é o primeiro corredor BRT da cidade. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

Um ano após o Rio de Janeiro ganhar seu primeiro corredor BRT (Bus Rapid Transit) – o Transoeste, uma pesquisa realizada pela Fetranspor (Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro) mostra que 93% dos passageiros estão satisfeitos com o modal, que surgiu para melhorar a vida das pessoas.

Para o estudo, foram realizadas duas mil entrevistas com usuários de 15 a 64 anos que utilizam o BRT Transoeste pelo menos três vezes por semana. Eles avaliaram três quesitos: estações, viagens e forma de pagamento.

A rapidez foi a grande vantagem apontada: 89% afirmaram que as viagens ficaram mais rápidas em relação aos ônibus convencionais, com uma redução expressiva de 35 minutos em média.

O corredor BRT (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

Já em relação às estações, os benefícios mais citados pelos usuários foram o conforto (31%) e a segurança (30%). A limpeza das estações (18%) e a facilidade de acesso (11%) também são aspectos positivos identificados.

Outro atrativo é a possibilidade de integração: 59% dos usuários utilizam o Bilhete Único, que pode ser carregado em terminais de autoatendimento na própria estação; 28% utilizam o Vale Transporte; e apenas 6% utilizam o dinheiro na compra do passe.

Em uma avaliação geral do sistema BRT Transoeste, numa nota de 0 a 10, a média dada pelos entrevistados foi de 7,64.

O Transoeste é resultado de um longo trabalho da Prefeitura do Rio de Janeiro e da Fetranspor. A EMBARQ Brasil (produtora deste blog), colabora com este projeto desde 2010, com uma série de ações: auditorias de segurança viária, simulador BRT, workshop de marketing, alinhamentos estratégicos e Experiência BRT.( Saiba mais sobre o sistema BRT no Rio de Janeiro)

Interior de uma das estações do Transoeste. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

Transoeste ainda enfrenta desafios

Neste primeiro ano de operação, não restam dúvidas sobre os benefícios do sistema BRT. Não é à toa que o percentual de satisfação aumentou em 3% (com dois meses de operação, foi realizada pesquisa de satisfação que resultou em 90% de usuários satisfeitos com o Transoeste).

No entanto, ainda há desafios a serem vencidos. Os principais deles, apontados pelos entrevistados, são a superlotação (30%) e o tempo de espera dos ônibus (47%).

O secretário municipal de Transporte do Rio, Carlos Roberto Osório, explicou em entrevista ao RJTV (rede Globo), que isso se dá em razão da alta demanda, que é maior do que a inicialmente prevista para o serviço. Ele anunciou que a prefeitura determinou a aquisição de 12 novos ônibus articulados que devem chegar neste mês à cidade, além de disponibilizar mais ônibus em estações onde há mais passageiros.

Clique na imagem abaixo para acessar a pesquisa completa: