Plataformas online pela segurança sobre duas rodas

É contraditório que o meio de transporte mais sustentável do mundo, que proporciona tantos benefícios para as pessoas e para a mobilidade urbana, seja muitas vezes desrespeitado, colocado em risco, não tenha condições adequadas para circular. É, estamos falando da bicicleta.

Sites colaborativos de Porto Alegre e Rio de Janeiro nasceram para proteger os ciclistas (Foto: Ajuntament Barcelona)

Pensando nisso, o geógrafo e pesquisador da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Lucas Panitz criou a ferramenta colaborativa Bike Crimes POA, que permite a qualquer usuário enviar relatos de riscos nas vias, irregularidades e crimes em geral que envolvem os ciclistas na capital gaúcha.

Uma das grandes vantagens do portal é a possibilidade de receber alertas a cada vez que novos relatos forem enviados em um raio de 20 quilômetros da localidade que o usuário escolher.

Em entrevista ao portal Sul21, o criador explica o grande diferencial: “Será possível saber onde os acidentes acontecem e em que momento do dia eles mais ocorrem. Também possibilita saber onde as ciclovias estão com problemas ou há mais risco para os ciclistas”.

Proteção aos ciclistas cariocas

A cidade do Rio de Janeiro também conta com plataforma semelhante, o Ciclista Na Pista, desenvolvida por Panitz em parceria com a geógrafa Carla Hirt, que vive na capital fluminense. A ideia é a mesma: contribuir para a maior segurança do usuário de bike, em tempo real, por meio dos relatos e alertas.