Bike-entregas: alternativa eficiente ao trânsito nas grandes cidades

Serviços de entrega com bicicleta: eficiência e ecologia para escapar do trânsito (Foto: Courrieros/Divulgação)

Uma pesquisa recente da FGV (Fundação Getúlio Vargas) mostrou que os congestionamentos da cidade de São Paulo dão um prejuízo anual de 40 bilhões de reais, o equivalente a 1% do PIB (Produnto Interno Bruto) do Brasil. O valor inclui os gastos com combustível para carros, ônibus e caminhões parados no trânsito, saúde pública e as horas de salário perdidas pelos motoristas.

Reverter um cenário como esse é uma tarefa bastante complicada que cabe ao poder público, mas já existem iniciativas pessoais que caminham nessa direção. São alternativas para escapar ao caos do trânsito das grandes cidades brasileiras que se mostram cada vez mais eficazes quando o objetivo é mobilidade.

Uma delas são os serviços de entrega feitos com bicicletas. A ideia é uma solução barata e sustentável para fazer a entrega de documentos e pequenos pacotes. E os bike-boys de cidades como São Paulo e Porto Alegre já viram aí uma boa oportunidade de negócio. Na capital gaúcha, as empresas Pedal Express e Bike-Entrega trabalham em diversas áreas da cidade. E em São Paulo nasceu no ano passado a Bike Courrieros, nomeada como finalista do TIC Americas & Eco Challenge 2013, prêmio para ideias sustentáveis e inovadores realizadas por jovens da América Latina.

O principal atrativo do serviço é a agilidade nas entregas, já que as bikes não ficam presas no trânsito, além, é claro, da ecologia. Além de rápidos e eficientes, os serviços de entrega com bicicletas diminuem a poluição e contribuem para melhorar o trânsito nas grandes cidades. A estimativa é de que, a cada quilômetro rodado com uma bicicleta, poupa-se o consumo de 50 ml a 100 ml de gasolina, evitando a emissão de 90g de gás carbônico.

Fonte: Catraca Livre