Light Up the Night

Luz para as bicicletas (Foto: Good.is)

Andar de bicicleta à noite pode ser uma aventura não muito agradável. Todos os buracos, pedestres, lixo e cacos de vidro que podem se espalhar pelas ruas são mais difíceis de se enxergar durante a noite, o que dificulta bastante a circulação de bicicleta. Usar um farol é a solução mais sensata, e inclusive, dependendo de onde você vive, pode ser exigido por lei. São Francisco, na Califórnia, é uma dessas cidades.

Como, porém, a necessidade do farol nem sempre era atendida, a San Francisco Bicycle Coalition (SFBC), em parceria com as autoridades de trânsito da cidade, criou o Light Up the Night. O projeto, que teve duração aproximada de dois meses, consistia em distribuir faróis aos ciclistas que passassem sem a luz de segurança. Voluntários se posicionavam em pontos estratégicos de passagem dos ciclistas, entre as 17h e as 19h, e entregavam os faróis aos desprevenidos. No total, foram distribuídas duas mil unidades.

A iniciativa, que aconteceu nos meses de novembro e dezembro de 2011, surgiu como parte de um plano de segurança para os ciclistas, focado principalmente em como fazer a prática de pedalar mais segura e confortável, além de, quem sabe, incentivar os que ainda não são adeptos. Isso porque, nos últimos anos, a cidade de São Francisco viveu uma espécie de “cycling boom”: houve um aumento de 58% no número de ciclistas em apenas quatro anos. Empreender esforços pela segurança, portanto, era uma necessidade urgente. Outros projetos que apontam na mesma direção incluem o Connecting the City, que prevê a construção de 160 km de ciclovias na cidade até 2020.

O Light Up the Night já passou, mas é até hoje um exemplo de iniciativa em prol da segurança dos ciclistas. A bicicleta, afinal, é um meio de transporte econômico, saudável e sustentável. Trabalhar pela segurança do ciclista é, também, trabalhar por uma cidade mais humana.

(Fonte: Good.is)