Conectando pessoas ao espaço urbano

Que tal tornar o espaço público cada vez mais agradável e convidativo? (Foto: reprodução / Student Show)

Por Luísa Zottis

Se a cidade deve ser voltada para as pessoas, estas deveriam compartilhá-la umas com as outras, juntas. Certo? Foi essa a intenção da Fisherman’s Friend ao criar o Banco da Amizade, no qual é impossível sentar sozinho. Assim, ele instiga quem quer um espaço seja para descansar, seja para aproveitar a vista, a convidar mais alguém a partilhá-lo.

O lema da brincadeira é “Never be without a friend” (nunca fique sem um amigo). A ideia é resgatar a conexão com os espaços públicos, em que cada mais se vêem pessoas sérias, sozinhas, com pressa. E a aproximação acaba sendo bem divertida, como você pode conferir no vídeo:

Outro projeto que incentiva a interação entre pessoas é o 21 Balançoires, que já publicamos aqui. Formada por 21 balanços, a intervenção produz notas musicais diferentes quando mais de uma pessoa brinca ao mesmo tempo.

As iniciativas são belos exemplos de como interações amigáveis no espaço urbano, por mais simples que sejam, podem ser muito benéficas e o tornam mais convidativo e acolhedor. Se na sua cidade ainda não existem projetos como estes, dar um sorriso, um bom dia ou um abraço podem fazer a diferença.

Fonte: Planeta Sustentável