Uma cidade livre de carros é possível

Por Luísa Zottis

Já pensou em um lugar onde exista uma vaga de bike por habitante? Essa é a realidade de Vauban, bairro de cinco mil moradores, na cidade alemã de Friburgo. Além de ter a bicicleta como principal meio de locomoção, os carros foram praticamente banidos.

Praticamente livre de carros, o bairro Vauban prioriza a bicicleta como meio de transporte. (Foto: Lieven SOETE)

São 500 km de ciclovias que permeiam todas as ruas de Vauban. Outra alternativa de transporte são os trams, semelhantes a um bonde de superfície. A política da não utilização do carro gerou resultados significativos para o local: cerca de 40% da população optou por não ter veículo próprio.

Não foi só a mobilidade urbana que ganhou espaço na comunidade. As moradias também contam com energia solar para a geração de aquecimento interno e de energia elétrica. O bairro foi totalmente pensado para priorizar a mobilidade urbana e a sustentabilidade.

 

Os “trams” são opção de transporte público. (Foto: rouilleralain)

Vauban foi planejada pela Prefeitura de Friburgo em 1993, em conjunto com os habitantes locais, mas só em 2006 a área ficou pronta para morar. O espaço pertencia a uma antiga base militar francesa na época da Segunda Guerra Mundial, que foi desativado após a queda do Muro de Berlim.

Iniciativas como esta, que unem mobilidade urbana a práticas sustentáveis, poderiam existir no Brasil? O exemplo de Vauban mostra que, quando há esforços conjuntos da população e do governo, é possível modificar a realidade.

 

Fontes: G1, Cidades Sustentáveis