#Cadê? Greenpeace lança campanha para mapear Planos de Mobilidade Urbana nas cidades brasileiras

Foto: Greenpeace Brasil

Globalmente o Transporte representa 1/4 do total de consumo de energia, e, no país, o setor é o segundo maior emissor de gases de efeito estufa. Mesmo com este quadro já preocupante, a previsão é que a situação piore ainda mais no Brasil: em 2020, deve ser emitido 60% a mais de CO2 do que em 2009. Estes são dados apresentados pelo Greenpeace Brasil, que recentemente iniciou a campanha “#CADÊ?” voltada para a fiscalização de obras de mobilidade urbana e de incentivo ao transporte não-motorizado, como a caminhada e a bicicleta.

Espalhando faixas e adesivos que questionam os governantes – “Cadê os corredores de ônibus que deveriam estar aqui?” ou “Cadê a ciclovia que poderia passar aqui?” – a ONG tem o objetivo de pressionar os municípios brasileiros para concluírem seus Planos de Mobilidade – medida que passou a ser lei para as cidades com mais de 20 mil habitantes, desde janeiro de 2012, com a aprovação da nova Lei da Mobilidade Urbana. Os planos devem ser elaborados de forma participativa a fim de garantir a universalização e a acessibilidade para todos, priorizando o transporte não-motorizado (o pedestre e o uso da bicicleta) e o transporte coletivo.

No site da iniciativa é possível ter acesso ao andamento do Plano de Mobilidade de cada capital, encontrar bons exemplos de mobilidade ao redor do mundo e entender porque o assunto envolve a todos nós. Além disso, o site disponibiliza o download dos adesivos para quem quiser questionar a prefeitura da sua cidade também.

 Conheça mais sobre a campanha #CADÊ? do Greenpeace Brasil.

Fotos: Greenpeace Brasil