SP é a 2ª cidade mais cara do mundo para ter carro, diz “Economist”

Publicado no UOL, em 04/04/2013

São Paulo perde apenas para Xangai (China) no ranking das metrópoles mais caras do mundo para donos de carro, feito pela revista inglesa “The Economist”. O custo para o motorista da capital paulista comprar e manter um veículo por três anos seria de mais de US$ 130 mil (R$ 262 mil).

Em Xangai, o valor é superior a US$ 140 mil (R$ 282 mil). A terceira colocada foi Nova Déli (Índia), onde o motorista gastaria cerca de US$ 120 mil (R$ 242 mil).

O estudo considera o valor de compra de um carro médio (preço intermediário entre marcas mais e menos caras) com motor de 1.8 a 2.5 litros, no ano de 2010. A esse preço, a pesquisa soma os valores adicionais gastos em três anos (até o fim de 2012) com taxas, seguro, pedágio, manutenção e consumo de combustível.

A pesquisa utilizou a chamada paridade de poder de compra (PPC), uma forma alternativa de medir o nível da taxa de câmbio, que considera o poder aquisitivo e o custo de vida de cada país.

Segundo a revista inglesa, é possível que os preços de compra de carros em cidades de países emergentes (como Xangai, São Paulo e Nova Déli) tenha sido elevada porque a pesquisa inclui também marcas como Mercedes e Audi.

Nesses três locais, carros dessas marcas pagam impostos de importação maiores do que os de países desenvolvidos. Segundo a “The Economist”, foi necessário utilizar essas marcas mais caras para que a comparação fosse possível.