Para salvar vidas, agentes de trânsito… de papelão?

Foto: AFP/GETTY

A cidade de Bangalore, na Índia, é conhecida pelos altos índices de violência no trânsito: todos os dias, há pelo menos duas mortes ocasionadas por acidentes veiculares, de acordo com dados apresentados pela Revista Galileu. Preocupada com a gritante estatística, a polícia local resolveu apostar numa solução inusitada para modificar este panorama: a colocação de agentes de trânsito feitos de papelão, em pontos estratégicos das ruas.

O que parece uma brincadeira tem uma justificativa séria. De acordo com estudos, a cidade precisaria de pelo menos 6 mil guardas de trânsito para organizar o tráfego, mas, atualmente, só tem metade desse contingente. A solução foi “clonar” aqueles que já existem ou, pelo menos, a imagem deles, pois a polícia acredita que a simples presença da imagem do agente é o suficiente para os motoristas ficarem mais atentos e não cometerem imprudências.

Até agora, apenas três “agentes impressos” estão “trabalhando” nas ruas de Bangalore, segundo a Galileu. Ou seriam dois? Já que, aparentemente, um foi roubado. A polícia garante que vai colocar mais 10, em breve.

Vale o esforço, mas vidas estão em jogo em uma metrópole com 8,5 milhões de habitantes. Que tal levar o assunto mais a sério e investir na contratação de novos agentes (reais) e campanhas de educação no trânsito? Fica a dica, Bangalore.

Fontes: Galileu e Time