Medellín é eleita a cidade mais inovadora do mundo

Metrocables de Medellín, Colômbia, conectam pontos baixos e altos da cidade com mais rapidez e conforto (Foto: Ben Bowes)

BBC Brasil. Publicado em 04/03/2013.

A cidade, que já foi conhecida como o reduto da organização criminosa cartel de Medellín, venceu outras duas finalistas, Tel Aviv e Nova York, em uma votação de internautas.

São Paulo já havia no ano passado sido selecionada no concurso como uma das 25 mais inovadoras cidades do mundo, juntamente com cidades como Hong Kong, Toronto, Chicago, Lagos e Melbourne, mas acabou não sendo escolhida como uma das três finalistas.

Segundo o instituto, Medellín se destacou especialmente por ter ampliado a mobilidade de moradores em regiões pobres. A cidade tem um eficiente sistema de metrô e teleféricos, que permite às pessoas um acesso fácil à região central da cidade.

‘Alegria’

O Instituto Urban Land diz que Medellín protagonizou uma das mais notáveis reviravoltas urbanas da história moderna.

Na lista de elogios à cidade, entraram espaços públicos, livrarias e galerias de arte, além da infraestrutura. Também foi citada uma escada rolante gigante e um sistema de teleférico que permite aos moradores pobres que vivem nos morros chegaram rapidamente ao centro da cidade, em um vale.

Escadas rolantes na Comuna 13, Medellín.

O prefeito de Medellín, Aníbal Gaviria, afirmou que a premiação é “motivo de alegria para cada um dos 2,5 milhões de habitantes da nossa cidade”. Ele também elogiou o ex-prefeito Sergio Fajardo por lançar muitos dos projetos elogiados na premiação. Contudo, Medellín não foi capaz de abandonar completamente seu passado violento. Em dezembro, os corpos de nove pessoas foram encontrados em uma residência luxuosa nos arredores da cidade. A polícia diz acreditar que a motivação do crime foi um acerto de contas relacionado a uma organização criminosa baseada em Medellín cujos membros atuaram em cartéis de drogas.

Votações

O Instituto Urban Land compilou inicialmente uma lista de 200 cidades com base em oito critérios, entre os quais cultura, habitação, educação e infraestrutura. Internautas foram depois convidados a votar nas cidades que consideravam mais inovadoras entre elas. Em seguida, foi divulgada uma lista das 25 mais votadas, incluindo São Paulo, e, depois, as três finalistas. Mais de 980 mil pessoas votaram na enquete online do concurso, que foi patrocinado pelo jornal americano Wall Street Journal e pela empresa de serviços financeiros Citigroup.