Como o México está freando o uso do automóvel?

Cidade do México luta contra congestionamentos. (Foto: Reid Gilman)

Assim como outros países em desenvolvimento, o México é uma das nações que mais contribuem para a poluição global, especialmente com gases provenientes do alto número de automóveis em circulação. Já comentamos sobre a lógica dos congestionamentos mexicanos e como é possível começar a inverter essa realidade. É com este mesmo objetivo que o diretor regional para América Latina do Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP), Bernardo Baranda, realiza uma palestra na próxima quinta-feira (28/02), a partir das 18h30, no Studio-X, em São Paulo.

A semelhança entre as cidades mexicanas e brasileiras dá a oportunidade de discutir como estas estratégias podem ser adaptadas e adotadas também no Brasil. Baranda apresentará o Guia de Estratégias para Redução do Uso do Automóvel nas Cidades Mexicanas, publicação recém-lançada pelo ITDP México e que propõe o paradigma de “cidades para pessoas”.

O guia tem como objetivo auxiliar os governos, com 29 sugestões para o planejamento e a implementação de estratégias de redução do uso do carro. As sugestões incluem propostas para o uso eficiente dos automóveis; instrumentos para restringir a circulação e o estacionamento; princípios de planejamento urbano; investimento em alternativas para o uso do carro, tais como transporte público, infra-estrutura para pedestre e ciclistas; e requalificação do espaço público.

Confirme sua participação enviando um e-mail para brasil@itdp.org.

Mais informações clique aqui.

Fonte: ITDP Brasil