Cidade do México conquista Prêmio de Transporte Sustentável 2013 e Rio recebe menção honrosa

Linha 4 do BRT Metrobús foi inaugurada no ano passado, na Cidade do México. (Foto: EMBARQ)

Arriba! ¡Felicitaciones, México! A principal metrópole e capital do país provou, no último ano, que está trabalhando duro para melhorar a mobilidade e a qualidade de vida dos cidadãos de uma maneira sustentável. Nesta terça-feira (15), a Cidade do México recebeu o Prêmio de Transporte Sustentável 2013, que coroa suas ações em busca deste grande objetivo. No último ano, a capital mexicana investiu no BRT Metrobús, em infraestrutura para bicicletas e caminhadas, além de criar um programa de estacionamento público e revitalizar espaços esquecidos da cidade. O Rio de Janeiro também foi lembrado como bom exemplo internacional e recebeu menção honrosa pelo lançamento do seu primeiro corredor BRT (Bus Rapid Transit), o Transoeste.

A premiação é feita anualmente, desde 2005, pelo ITDP – Institute for Transportation and Development Policy (Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento), junto com um comitê internacional de organizações e especialistas em transportes e desenvolvimento, entre eles, a EMBARQ – o centro de transporte sustentável do WRI – Instituto de Recursos Mundiais.

Este ano, a premiação ocorreu durante o 92º Transportation Research Board, que acontece em Washington DC, Estados Unidos, até a próxima quinta-feira (17). O prêmio foi entregue por Enrique Peñalosa, ex-prefeito e responsável por diversas transformações físicas e sociais de Bogotá, para as mãos de Rufino Leon, Ministro dos Transportes, e Tanya Muller, Ministra do Meio Ambiente, que representaram a capital mexicana durante o evento.

Passos de uma campeã em mobilidade sustentável

A Cidade do México implementou e expandiu diversos projetos em 2012 que garantiram e melhoraram a mobilidade e a qualidade de vida para os seus cidadãos. E foram estas iniciativas que lhe garantiram o prêmio deste ano. Confira as ações, abaixo:

  • Expansão do BRT Metrobús com a Linha 4, um corredor que conecta o centro histórico até o aeroporto;
  • Implantação de um completo programa de estacionamento público, o ecoParq;
  • Expansão do EcoBici, sistema de aluguel de bicicletas públicas que já é sucesso mundial;
  • Revitalização de espaços públicos, em regiões como a Alameda Central e Plaza Tlaxcoaque.

Rio de Janeiro recebe menção honrosa

BRT Transoeste, no Rio. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

Entre os premiados, quatro cidades receberam menção honrosa por seus esforços em construir uma mobilidade mais inteligente e sustentável no último ano: Bremen (Alemanha), Lviv (Ucrânia), Rosário (Argentina) e Rio de Janeiro (Brasil).

A Cidade Maravilhosa foi lembrada pelo lançamento de seu primeiro corredor BRT, o Transoeste, que já recebeu aprovação de 90% dos usuários desde sua inauguração, em junho de 2012. A homenagem foi recebida por Maria Lucia Navarro, gerente do programa Rio Capital da Bicicleta, da Secretaria de Meio Ambiente, e por Joaquim Monteiro de Carvalho, assessor do Secretário de Transportes.

Comitê do Prêmio de Transporte Sustentável

Os finalistas e vencedores do prêmio são escolhidos por um comitê que inclui as organizações e os especialistas mais respeitados na área do transporte sustentável. Veja os membros:

  • ITDP – Institute for Transportation and Development Policy
  • EMBARQ, o centro de transporte sustentável do WRI-World Resources Institute
  • GIZ (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit)
  • Clean Air Asia
  • Clean Air Institute for Latin America
  • United Nations Centre for Regional Development (UNCRD)
  • Transport Research Laboratory
  • EcoMobility, Local Governments for Sustainability (ICLEI)
  • Transport Research Board’s Transportation in the Developing Countries Committee (ABE90)